Pular para conteúdo

Especial Dia da Indústria: como atua uma indústria de sucesso?

O Dia da Indústria foi criado em homenagem a Roberto Simonsen, falecido no ano de 1948, considerado patrono da indústria nacional por...

O Dia da Indústria foi criado em homenagem a Roberto Simonsen, falecido no ano de 1948, considerado patrono da indústria nacional por ter desempenhado um papel fundamental na década de 30 para consolidar o parque industrial brasileiro.

A indústria, no Brasil e no mundo, tem um papel de extrema importância no dia a dia de muitas pessoas, tanto do ponto de vista social, quanto do ponto de vista político e econômico. Desde a geração de empregos até o fornecimento de bens de consumo, a indústria está presente no nosso cotidiano de forma ativa e a tendência é que se fortaleça cada vez mais.

No post você vai conhecer um pouco da história da indústria no Brasil e no mundo, e saber quais os componentes necessários para se ter uma indústria de sucesso. Confira!

A Revolução Industrial e a mecanização da produção

O processo de expansão industrial no mundo começou com a famosa Revolução Industrial, que foi um dos grandes marcos da história e representa um divisor de águas com relação a quase todos os aspectos da vida cotidiana da época, uma vez que introduziu novas técnicas e processos de manufatura, mecanizando os meios de produção e conferindo mais agilidade e qualidade para os processos produtivos.

Todo este processo fez com que a produção de bens na época tivesse um aumento vertiginoso, uma vez que, utilizando máquinas e equipamentos com tecnologia avançada para a época, era possível otimizar a produção e aumentar a quantidade de bens produzidos por hora, o que não era possível fazer anteriormente, quando apenas métodos artesanais eram utilizados.

A padronização dos produtos e a produção em alta escala possibilitaram o fortalecimento do comércio não apenas local, mas também nacional e internacional, ao permitir que os bens produzidos em determinado local — e que ainda não estavam disponíveis em outras localidades — fossem importados e exportados para todo o mundo.

A indústria no Brasil

Atualmente, o Brasil é um dos países subdesenvolvidos mais industrializados do mundo, ocupando o décimo quinto lugar no ranking mundial de países industrializados. No entanto, o processo de consolidação da indústria no Brasil não ocorreu de forma nacional.

Os parques industriais que concentram as principais forças da indústria estão localizados nos Estados da região Centro Sul, mas uma nova etapa do processo de expansão industrial — que está ocorrendo nos dias atuais — tem buscado descentralizar os parques industriais para o interior e outras regiões do país.

Esse novo processo de expansão só se torna possível nos dias de hoje através de uma gestão eficaz da produção industrial, a fim de promover o seu fortalecimento de forma organizada.

 

Principais setores da indústria

As indústrias são classificadas em quatro diferentes tipos, que diferem-se de acordo com os processos industriais utilizados em cada uma delas para a produção de seus produtos finais.

Indústria de base

Abarcam as empresas que atuam na produção de bens de grande porte, ou mais comumente conhecidas como indústria pesada. A indústria de base abrange as empresas que fabricam máquinas e equipamentos utilizados nos processos produtivos de outras empresas, e aquelas especializadas na fabricação ou extração de matérias-primas, como madeira, aço e minério.

Como exemplo de indústrias nesta categoria, podemos citar a siderúrgica, metalúrgica, fabricante de máquinas e equipamentos, mineradoras, petrolíferas madeireiras e também as empresas produtoras de energia elétrica.

Indústria intermediária

Este setor industrial também funciona como uma ponte entre a indústria de base e a de bens de consumo, pois abarca as fabricantes de peças e componentes que são utilizados nas máquinas e equipamentos produzidos pela indústria de base, mas que são aplicados no processo produtivo das indústrias de bens de consumo.

Como exemplo, podemos citar a produção de componentes automotivos, peças para computadores, peças de reposição para tratores e equipamentos industriais.

Indústria de bens de consumo

Como o próprio nome sugere, a indústria de bens de consumo é a responsável pela fabricação e produção de bens e produtos que são vendidos para o consumidor final. Os bens de consumo são divididos entre bens duráveis e não duráveis.

Os bens duráveis, também conhecidos como bens tangíveis, fazem menção a aqueles produtos que possuem uma longa vida útil, permanecendo em funcionamento por 10 anos ou mais. Já os não duráveis podem também ser entendidos como bens semiduráveis e dizem respeito aos bens que têm um tempo de uso reduzido, como é o caso de roupas, calçados, remédios, ou tempo de uso imediato e efêmero, como alimentos e bebidas.

Como exemplo de indústrias de bens de consumo, podemos citar a indústria automotiva, de eletrodomésticos, alimentícia, farmacêutica e têxtil.

Gestão industrial: como atua uma indústria de sucesso?

Para que o processo industrial permaneça em constante expansão de forma sistemática e organizada, é indispensável que haja um sistema de gestão da indústria. Mas o que é isso exatamente?

A gestão da indústria cuida de todos os aspectos relativos ao processo produtivo de uma empresa, atuando diretamente na área de qualidade, a fim de garantir uma produtividade eficaz, além da redução dos custos de produção — o que tem um impacto direto no preço final do produto.

Isso implica na criação de um planejamento organizacional, que envolve o gerenciamento de recursos — pessoais, materiais e estruturais —, além de uma mentalidade focada em inovação e capacitação dos profissionais envolvidos na indústria. Uma indústria de sucesso é aquela que possui uma gestão industrial sólida, reunindo todos estes componentes em busca de melhores resultados.

Aliando as melhores práticas da boa administração às inovações tecnológicas existentes atualmente, a gestão industrial visa justamente melhorar todo esse processo, fazendo com que a empresa tenha, ao mesmo tempo, eficiência de custo, eficiência de tempo, qualidade e produtividade competitiva, a fim de se destacar como líder de mercado.

Cada etapa da linha de produção deve ser minuciosamente estudada e avaliada, desde a aquisição de um novo maquinário, passando pelo controle de estoque, até a logística para saída do produto da fábrica com destino aos estabelecimentos atacadistas, varejistas e consumidor final.

Agora que você já conhece os principais setores da indústria, a sua história no Brasil e no mundo, e a importância de uma boa gestão industrial para o constante aprimoramento da produção com foco em qualidade, já consegue desvendar como atua uma indústria de sucesso, não é?

 

Sobre o autor
Redator Sankhya

Olá! Este post foi escrito por nosso redator oficial Sankhya. Deixe seu comentário abaixo sobre o que você achou deste texto :)

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.