Manutenção Produtiva Total (TPM): saiba o que é e conheça os 8 pilares da estratégia

Durante os últimos anos, a Manutenção Produtiva Total ganhou força e conquistou as indústrias, já que o conceito tem como...

Manutenção Produtiva Total

Durante os últimos anos, a Manutenção Produtiva Total ganhou força e conquistou as indústrias, já que o conceito tem como princípio fundamental minimizar erros e gargalos de processos

A concepção inicial de manter equipamentos e máquinas funcionando em pleno vapor foi superada e a estratégia TPM ficou ainda mais ampla.

Saiba agora o que é Manutenção Produtiva Total, qual é a importância da implantação da ferramenta e confira dicas de como aplicar TPM.

O que é TPM?

O conceito de Manutenção Produtiva Total vem do inglês Total Productive Maintenance (TPM) e visa reduzir e eliminar perdas e desperdícios de produção. A ideia principal é manter as máquinas em pleno funcionamento produtivo, resultando em produtos de melhor qualidade

A estratégia de Manutenção Produtiva Total foi desenvolvida quando o crescimento da automação se fez presente nas fábricas japonesas e mundiais, nas décadas de 60 e 70. O conceito de TPM trouxe à indústria o aperfeiçoamento nos processos e o aumento do volume de produtos produzidos em prazos menores.

Os gestores e os empresários passaram a se preocupar mais com o aumento da qualidade dos produtos fabricados, a redução de quebras e defeitos e até em buscar formas de evitar acidentes. Todo esse processo faz parte de algo ainda maior, que é a maturidade de gestão, que resulta na melhora do desempenho e da competitividade de uma empresa.

Qual é a importância e quais são as vantagens da Manutenção Produtiva Total?

Entre as principais vantagens da Manutenção Produtiva Total, estão a otimização e a redução de tempo e de gastos de produção. Mas a TPM tem muitas outras vantagens. São elas:

Agora que já ficaram claras a importância e as vantagens de implantar a Manutenção Produtiva Total no negócio, conheça os principais pilares da estratégia TPM.

Os 8 pilares da estratégia de Manutenção Produtiva Total 

A Manutenção Produtiva Total é fundamentada no programa japonês de gestão 5s (senso de utilização, senso de ordenação, senso de limpeza, senso de saúde e padronização e senso de disciplina e autodisciplina) e é estruturada em 8 atividades de suporte, que garantem eficiência e qualidade de processo

As 8 atividades de suporte são:

1. Manutenção da qualidade

Como o próprio nome diz, este pilar está relacionado à qualidade dos produtos produzidos. É por meio da manutenção de qualidade que os gestores podem detectar e evitar falhas que atinjam as etapas finais da produção. Assim, reduz possíveis problemas e previne prejuízos maiores.

2. Manutenção planejada

A manutenção planejada pode ser dividida em duas frentes. A primeira é a manutenção preventiva, que busca evitar interrupções inesperadas. Já a segunda, a manutenção preditiva, tenta analisar sinais de interrupção futura e anormalidades não previstas relacionadas ao uso do maquinário.

3. Manutenção autônoma 

Este pilar da estratégia TPM oferece autonomia aos colaboradores da indústria, que são estimulados e treinados a também se responsabilizar pela manutenção dos equipamentos. Assim, os funcionários podem realizar pequenas ações de manutenção, como limpeza e lubrificação das máquinas, e reportar potenciais falhas para a equipe de manutenção.

4. Melhoria específica

Dentro dos 8 pilares da Manutenção Produtiva Total, o pilar da melhoria específica é o que busca aumentar a eficiência global do equipamento, considerando: disponibilidade, eficiência e qualidade. Essa atividade de suporte também conta com uma equipe multidisciplinar das áreas de processos, qualidade, produção e manutenção.

5. Controle de equipamentos

O controle de equipamentos é uma das ferramentas de TPM que ajudam no estudo das melhores maneiras de extrair o máximo de eficiência das máquinas para produzir melhores produtos com processos mais simples e mais fáceis. Dessa forma, permite que o negócio inclusive teste novos produtos no mercado com agilidade e eficiência.

6. Segurança, saúde, meio ambiente

Não adianta desenvolver os 5 primeiros pilares da estratégia de Manutenção Produtiva Total e esquecer de um dos pilares mais importantes em uma empresa: o da segurança, saúde e meio ambiente. O objetivo deste pilar é manter a saúde, a integridade e a segurança física dos colaboradores, assim como desenvolver boas práticas sustentáveis que preservem o meio ambiente.

7. TPM no setor de administração

Quando se trata de Manutenção Produtiva Total, é importante incluir a parte administrativa no processo. A área, além de participar dos processos de qualidade e eficiência dos processos, deve também analisar os desperdícios na área administrativa da empresa.

8. Treinamento e educação

Qualquer empresa que queira se destacar no mercado deve priorizar o bom relacionamento interno e externo. Portanto, o treinamento e a educação dos colaboradores estão entre as ferramentas TPM. Além do capital humano ser um dos mais importantes em um negócio, é por meio deles que garante o melhor uso dos equipamentos e se adapta rapidamente às mudanças tecnológicas do mercado.

Como aplicar a TPM? Confira dicas

Como verificado até agora, a implantação da ferramenta TPM em uma indústria é muito eficaz e de extrema importância. Mas, antes de aplicar a Manutenção Produtiva Total, é preciso ficar atento a alguns itens relevantes. Responda as perguntas:

  • Como podemos aplicar imediatamente a metodologia TPM de forma simples e rápida?
  • É mesmo necessário aplicar os 8 pilares? 
  • Como está o rendimento global dos equipamentos? 
  • Qual é o tempo real de produção que se transformou em valor agregado? 
  • Quais são os gargalos que causam maiores perdas?
  • Onde estão as maiores perdas? 
  • Quais são as ações prioritárias e imediatas para reduzir perdas e prejuízos? 
  • Quais dos pilares da TPM podem resolver os maiores problemas do negócio?
  • Quais ferramentas tecnológicas podem minimizar os prejuízos e otimizar processos? 

Além disso, existem diversos indicadores de manutenção, como o MTTR e MTBF que podem nortear a sua equipe sobre como anda a qualidade das manutenções prestadas nos ativos.

As falhas operacionais podem ser o motivo para muita dor de cabeça e prejuízo. Portanto, contar com práticas inovadoras é essencial. Com o avanço da tecnologia, diversas opções foram criadas e auxiliam na aplicação das estratégias de Manutenção Produtiva Total. Uma delas é o ERP, que ajuda em diversas frentes.

Como o ERP faz parte do processo de Manutenção Produtiva Total?

Ferramentas e tecnologias disponíveis, como o Sistema Integrado de Gestão Empresarial (ERP), ajudam a aperfeiçoar e agilizar o processo de Manutenção Produtiva Total de um negócio. Isso acontece porque o ERP integra a forma como o planejamento e o controle são realizados, melhorando a eficiência da produção. 

Na TPM, o ERP auxilia principalmente em processos preventivos e corretivos da manutenção de ativos. Para melhorar a experiência de todo o processo, nós da Sankhya criamos o módulo PCM

Por meio do Planejamento e Controle de Manutenção (PCM), é possível fazer toda a gestão de manutenção, tendo em mãos facilmente planos de atividades, ordens de manutenção, gestão de estoque, relatórios gerenciais e muito mais.

O módulo de PCM integra as operações da manutenção com as demais atividades da empresa, possibilitando um fácil controle das atividades e dos custos envolvidos.

Além disso, permite a criação de planos de manutenção periódicos parametrizáveis conforme cada necessidade. É possível, por exemplo, configurá-lo para receber alertas e e-mails sobre o status das ordens programadas e atrasadas para manter a equipe sempre atualizada.

Com o módulo PCM, é possível ver em um só lugar todas as informações necessárias para a execução das ordens de manutenção. Criar, aproveitar, executar e avaliar ordens de manutenção corretivas, preventivas, preditivas, rotas de lubrificação, inspeção e check-list.

O PCM Sankhya também possui um aplicativo IOS e Android, com ele, os mantenedores podem realizar seus apontamentos, consultar a agenda de atividades, solicitar materiais e abrir uma nova Ordem de Manutenção.

Veja na prática como o PCM Sankya funciona e agende uma demonstração.

Sobre o autor
Rafael Calixto

CEO na Code Tecnologia. Atua há 8 anos com foco na transformação digital para médias e grandes empresas do Brasil, com o foco na gestão e desenvolvimento de produtos B2B. Inicou a carreira na área de inovação na Sankhya com o foco no desenvolvimento de aplicativos. Na Code, atua na direção dos produtos visando a melhor solução para os clientes, assegurando que as soluções estejam alinhadas à estratégia do negócio e do investidor.

Quer receber conteúdos sobre gestão em seu email?

Assine a newsletter para receber nossas novidades.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade
    plugins premium WordPress
    Conheça o ERP Sankhya na prática

    Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.