Pular para conteúdo

Sankhya Web Fórum by TD: veja os principais insights

Realizamos a terceira edição do Sankhya Web Fórum, sempre com o objetivo de manter o nosso público atualizado em um...

Realizamos a terceira edição do Sankhya Web Fórum, sempre com o objetivo de manter o nosso público atualizado em um mercado tão competitivo e em constante mudança, e que requer cada vez mais inovação.

O evento foi pautado em quatro pilares: superação, tecnologia, economia e novos negócios. Com a retomada econômica prevista para os próximos meses, como é possível tirar melhor proveito desse momento?

É sobre isso e muito mais que foi apresentado no 3º Sankhya Web Fórum. Veja neste post todos os insights do evento.

Estratégias de equipe para alcançar grandes resultados, com Bernardinho

Bernardinho, treinador de vôlei, economista, empresário, palestrante, professor de empreendedorismo e embaixador da Sankhya, iniciou a palestra falando sobre motivação. Como motivar o time? Como ter propósito?

Ele fala que a cultura da excelência é essencial para quem quer liberdade para evoluir, que quando atingimos o patamar em que almejamos, ele já deve ter evoluído e devemos buscar novamente atingi-lo, ou seja, é a busca permanente pela excelência. E tudo isso faz parte da motivação.

Aprendemos que os dois pilares da motivação são:

  1. Paixão: fazer aquilo que se ama, porque o trabalho é difícil e quando tivermos alguma derrota é doloroso, é preocupante mas temos que seguir em frente e o que nos move é a paixão.
  2. Necessidade: as pessoas fazem o que fazem pela paixão ou pela necessidade. A necessidade de buscar melhores condições de vida.

Além disso, Bernardinho enfatiza que a nossa missão quando entramos em um time, em uma empresa ou em uma instituição é agregar valor, somar e ajudar o time a vencer. Retomando a cultura de excelência: deixar a nossa camisa num patamar superior à que recebemos.

Na palestra, ele cita o exemplo Sérgio Dutra, conhecido como Sérgio Escadinha, ex-jogador de vôlei que atuou como líbero. Que cumpriu sua missão no time, além disso, era um líder através das suas atitudes que inspiravam. 

Sérgio foi eleito o melhor jogador em 2009 e em 2016, ou seja, todos são importantes no processo, não importa se esteja no comercial, no administrativo ou na logística, todos são fundamentais e se complementam no produto, e geram resultados.

Clique aqui para baixar os mapas mentais do evento

Liderança

Um fator fundamental para a motivação do time são os líderes, eles são os guardiões dos valores das empresas e precisam estar bem alinhados a esses valores e cultura.

A cultura da empresa, para Bernardinho, é baseada em três pontos fundamentais:

  1. Comportamento ético e moral;
  2. O time vence em primeiro, ele está em primeiro lugar;
  3. Treinamento e capacitação extrema.

Os líderes são também instigadores do inconformismo, sempre pensando no que pode nos levar a ir além, novos produtos, estratégias e novas técnicas, ou seja, inovação. O líder tem que ser protagonista da mudança.

Bernardinho cita, durante a sua palestra, alguns elementos que são bem comuns em times campeões: 

1. Humildade

Saber que estamos em constante crescimento e não se conformar apenas com a vitória, a capacidade de ouvir o outro e pedir ajuda também.

 Segundo Jim Collins, em seu livro Good to Great (Empresas feitas para vencer), em uma das suas conclusões, as empresas que são grandes e excelentes, tem alguns elementos em comum, entre eles são os líderes “nível 5”.

Esses líderes “nível 5” tem uma energia de execução intensa em busca de crescimento e outra característica é a humildade, no sucesso olhar para o seu time e na derrota se olhar no espelho e questionar o que poderia ter feito melhor.

2. Disciplina 

Nem todos os dias acordamos motivados, por isso a disciplina é a base de tudo.

Em seu livro Arrume Sua Cama, o comandante William H. McRaven, fala sobre 10 lições que aprendeu quando estava se tornando um Comandante das Forças Especiais dos EUA, e uma delas foi a disciplina, eles tinham que arrumar todos os dias a cama até atingir a perfeição.

3. Resiliência 

Saber lidar com os “nãos”, buscar soluções e alternativas para as adversidades.

4. Protagonismo

Ter auto responsabilidade e aprender com os próprios erros, saber assumir tarefas e ter a própria motivação.

5. Foco

Em um ambiente e contexto tão cheios de ruídos, ter foco na solução e no comprometimento, focar no que é controlado e no que é importante.

“Um vencedor é apenas um perdedor que tentou mais uma vez”
— George Augustus Moore

Todos nós já perdemos e erramos, mas o diferencial está em quem aprende e segue em frente mais fortalecido. Não se acomode na zona de conforto, ela é inimiga do crescimento.

Nova Economia: A importância de adaptar seu negócio ao contexto atual, com Fabiana Panachão

Fabiana Panachão, jornalista, âncora e curadora da Money Week, trouxe como tema a sustentabilidade dos negócios e adaptação das empresas na nova economia.

As próximas grandes empresas de tecnologia não estão mais em lugares fixos, como na Califórnia ou na China, por exemplo, com a nova economia, empresas podem nascer de qualquer lugar, inclusive, no Brasil.

Mas para estar no centro dessas transformações, é preciso se libertar de antigos padrões e abraçar nova mentalidade de que as empresas vencedoras são aquelas que conseguem romper com modelos que não fazem mais sentido e conseguem se adaptar ao cenário atual.

Fabiana contextualiza o momento falando sobre a crise econômica advinda da Covid-19, em que potencializou as crises que já existiam no país. Assim como em outros países, ela é mais complexa porque depende também do controle pandêmico.

Clique aqui para baixar os mapas mentais do evento

Segundo Panachão, em conversas com especialistas sobre o assunto, a economia brasileira pode voltar com mais força em um ano e meio, devido ao histórico de retomada de crises de outros países, principalmente no setor de serviços, mais afetado.

É necessário também treinamento e capacitação para mão de obra qualificada, e preparar as pessoas para os novos cargos que irão surgir. Além disso, é preciso explorar áreas que podem gerar novos empregos.

Nova economia

A nova economia é muito pautada em pessoas, automação da indústria (Indústria 4.0), no qual as pessoas trazem soluções criativas e as máquinas ficam com as atividades mais monótonas.

Pontos que guiam as empresas modernas:

  1. Transformação digital 

Estratégias pautadas em dados para conhecer mais o consumidor, suas dores e necessidades para oferecer um melhor serviço.

  1. Valorização do indivíduo 

Mudança de mindset em relação aos colaboradores, eles precisam ser mais protagonistas e ter mais autonomia de criação para desenvolver os produtos e serviços. 

  1. Desenvolvimento sustentável 

As empresas não podem mais pensar apenas no hoje, elas precisam ter perenidade. Por isso, é necessário uma gestão mais inteligente dos recursos naturais e também do desenvolvimento contínuo das pessoas.

Os modelos de negócios que podem fazer parte da nova economia são: 

  1. Criativos;
  2. Escaláveis;
  3. Sociais;
  4. Inovadores corporativos.

Durante a palestra, a Mariá Menezes, Diretora de Pessoas e Cultura na Sankhya, pergunta para a Fabiana qual o papel do líder nessa nova economia, o que muda para essa liderança? 

A Panachão responde que a palavra chave para a nova economia é adaptação. E que o empreendedorismo ficou mais forte que o antigo empresário. Nem sempre o líder é o dono de grandes ideias.

Além disso, diferente da antiga economia, as hierarquias das empresas atuais são mais horizontalizadas, com processos menos rígidos, no qual a conversa e orientação é o ponto principal, não mais o controle. 

Os 3 pilares fortes da nova economia são:

  • Tecnologia
  • Mudança de mindset
  • Cliente como centro das ações

Consumidor (velha economia) x Usuário (nova economia)

O consumidor fazia parte da velha economia, ele era uma figura passiva, absorvia e criava vínculos emocionais com a marca, comprava o storytelling sem questionar, buscava status e reconhecimento e dava outra chance à marca.

Atualmente, na nova economia, o consumidor se transformou em usuário, ele é uma figura ativa, usa a marca, customiza de acordo com o que deseja, busca entregas funcionais, tangíveis e tecnológicas, buscam experiências que tenham propósito e significado e se estiver insatisfeito, partem para a próxima.

O cliente mudou, e vai vencer a empresa que se conecta mais com ele e que aumenta mais a permanência dele. 

Case Magalu

A Fabiana Panachão cita o case de sucesso da Magazine Luiza em que saiu da velha economia para a nova economia. Ela começou com lojas de presentes, no modelo físico em Franca-SP.

Em 2002 a Magalu entrou no e-commerce e após alguns anos houve uma mudança de mindset: passou a se comportar como uma empresa de tecnologia, no qual os processos ficaram mais rápidos e ágeis.

Recentemente, eles entraram para o marketplace e passaram a vender produtos de terceiros, e através de ferramentas tecnológicas, conseguiram assegurar a experiência dos usuários e fornecedores, aumentando o seu faturamento.

A transição

Pontos essenciais de mudanças estruturais para a transição:

  • Atrelar os negócios à tecnologia;
  • Romper com os modelos da gestão vertical;
  • Diversidade;
  • Fazer gestão por resultado e produtividade;
  • Entender o comportamento do usuário;
  • Autonomia e flexibilidade para o colaborador;
  • Novo mindset.

Como manter os negócios ativos e em crescimento no cenário atual, com Tiago Magnus

Tiago Magnus, Fundador e CEO da Transformação Digital, traz uma visão sobre como as empresas se transformam e se adaptam ao mundo digital.

Ele inicia a palestra falando que as empresas ainda exploram pouco o meio digital e ainda há novas ferramentas e canais com fonte de audiência para explorar, surgem sempre novas possibilidades anualmente.

A pandemia foi um fator crucial para as empresas transitarem para o digital, e se destacou aquela que conseguiu surfar nessa transição. 

Tiago cita um case de um açougue de São Paulo, em que o proprietário tinha um certo preconceito em migrar para o digital e na pandemia a internet foi a solução, ele passou a ter mil pedidos por dia através do delivery.

Além disso, o mercado B2B tem muita interferência humana e pode ser uma área a ser bastante explorada através do digital.

O Felipe Calixto, CEO da Sankhya, fala sobre sua experiência na Sankhya e como o planejamento estratégico aliado a tecnologia tem sido fundamental para o crescimento da empresa. Ele pergunta ao Tiago como usufruir de todos os benefícios da transformação para o crescimento?

Para responder a pergunta, o Tiago cita um exemplo da própria empresa, a TD, o primeiro passo é entender com quem ele precisa de comunicar, quais personas se ligam a minha empresa e como atingir essas personas.

É preciso escalar cada setor da empresa e voltar para os dados, qual meta e qual estratégia precisa para cada área chegar ao objetivo principal da empresa.

Além disso, é importante enxergar o que os outros empreendedores estão fazendo para atingir o seu objetivo, ter referências negócios de sucessos, bom exemplos de como as empresas estão crescendo.

O estudo da jornada do cliente também é um fator primordial para encontrar os canais certos de aquisição, onde o seu usuário está e qual conteúdo converte melhor, reafirmando o quanto conhecer a persona é importante para aumentar o número de vendas através do digital.

Além disso, CEOs também podem ser influenciadores da sua própria empresa, ter uma consistência de conteúdos, estarem alinhados com assuntos atuais, viralizar posts e entregar volume de postagens com o máximo de qualidade.

Durante a palestra, o Felipe Calixto, cita que junto ao time de marketing, também tem contribuído para o LinkedIn, ele trabalha toda a essência do conteúdo e o time o ajuda a lapidar o texto. E que o ponto chave é ser relevante para gerar interesse do público-alvo.

Clique aqui para baixar os mapas mentais do evento

Tiago Magnus, ressalta que para otimizar os processos das empresas é preciso escolher quais áreas e os pequenos problemas e, a partir disso, começar a inovar e transformar a empresa toda de forma escalável.

É muito importante comunicar para fora e, principalmente, para dentro da empresa, para que todos estejam alinhados ao propósito do negócio. E como desafio da liderança todos precisam pensar de forma digital combinando a consistência e a construção.

Mapas mentais do 3º Sankhya Web Fórum by TD

Você pode ter todos os insights de forma dinâmica baixando os mapas mentais que disponibilizamos de todas as palestras do evento.

Clique aqui para baixar os mapas mentais

Sobre o autor
Redatora Sankhya

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.