O que é DRE (Demonstrativo do Resultado do Exercício)?

Veja como o DRE pode ser uma ferramenta poderosa para analisar a saúde financeira do seu negócio, conceito, importância e...

O Demonstrativo do Resultado do Exercício, também conhecido como DRE, é uma ferramenta essencial para a análise financeira de uma empresa. Ele é um dos principais relatórios contábeis utilizados pelos gestores, investidores e demais stakeholders para avaliar a situação econômica da organização em um determinado período de tempo.

O DRE fornece uma visão financeira ampla e é fundamental para tomada de decisões, planejamento estratégico, análise de resultados e avaliações comparativas. Ao compreender e interpretar corretamente o DRE, os gestores podem tomar medidas adequadas para melhorar a performance da empresa e alcançar seus objetivos financeiros.

Hoje, quero conversar com você sobre como o DRE pode ser uma ferramenta poderosa para analisar a saúde financeira do seu negócio, seu conceito, importância e como funciona. Vamos lá?

O que é DRE?

O DRE tem uma característica que muitas vezes é contábil e depende de questões como, por exemplo, apuração final, a verificação da apreciação e avaliação cambial, e de certas apurações que só podem ser feitas depois de um planejamento tributário. 

Porém,  ele também tem um aspecto gerencial que independe desses fechamentos contábeis e que pode ser realizado a qualquer momento do dia. A empresa pode ter um DRE de qualquer tipo, seja por:

  • Cliente;
  • Vendedor;
  • Produto;
  • Região;
  • Cidade;
  • Veículo;
  • Segmento.

Para que serve o DRE e qual é a sua importância?

O DRE é uma das demonstrações contábeis mais importantes para avaliar a performance e a saúde financeira de uma organização. Ele é composto por diversas informações relacionadas a receitas, custos e despesas da empresa e apresenta uma visão geral das operações durante um período determinado, além de mostrar os lucros ou prejuízos. 

A ferramenta também pode revelar informações importantes sobre a eficiência operacional, a rentabilidade, as áreas que precisam de melhorias e a capacidade de geração de caixa do negócio. Além disso, é uma ótima aliada nas tomadas de decisões estratégicas.

É uma ferramenta importante para acionistas, investidores, bancos, analistas financeiros e outras partes interessadas na empresa, pois fornece dados relevantes para análise, como:

  • Receita operacional;
  • Custos dos produtos vendidos;
  • Despesas operacionais;
  • Resultado bruto;
  • Resultado operacional;
  • Resultado financeiro;
  • Impostos sobre o lucro;
  • Resultado líquido.

São inúmeros os motivos para que o DRE seja uma ferramenta importante para a empresa. Entre os fatores principais, podemos citar:

  • Medição do desempenho financeiro;
  • Decisões mais estratégicas;
  • Análise da eficiência operacional;
  • Avaliação da rentabilidade;
  • Transparência;
  • Prestação de contas;
  • Acesso a financiamento.

Qual é a estrutura de um DRE?

Na imagem, uma tabela com a estrutura para calcular o DRE (Demonstrativo do Resultado do Exercício):

Receita Bruta
(-) Deduções e abatimentos
(=) Receita Líquida
(-) CPV (Custo de produtos vendidos) ou CMV (Custos de mercadorias vendidas)
(=) Lucro ou Margem Bruto
(-) Despesas com vendas
(-) Despesas Administrativas ou despesas fixas
(-) Despesas financeiras
(=) Resultado Antes IRPJ e CSLL
(-) Provisões IRPJ E CSLL
RPJ 
(=) Resultado Líquido.
Estrutura para calcular o DRE (Demonstrativo do Resultado do Exercício)

O DRE tem uma estrutura formal como, por exemplo, na primeira linha, está o faturamento bruto, embaixo, as deduções (quanto a empresa recolhe de imposto, PIS, COFINS etc.), para assim, conseguir ter o faturamento líquido. Em seguida, vem o custo, que pode estar dividido em várias camadas, depois, o imposto de renda.

Com isso, a organização vai apresentando quais são as camadas de resultado até chegar na última linha, que diz o total do lucro. 

É necessário que o ERP tenha a capacidade de detalhar um DRE de forma instantânea para qualquer segmentação da empresa. Não é aceitável esperar encerrar o mês, vários minutos ou até horas para ter acesso às informações. E, ainda hoje, muitos sistemas de gestão – inclusive alguns grandes e  poderosos – não conseguem gerar um DRE instantâneo.

É fundamental que as informações sejam fornecidas de imediato e que a estrutura não tenha um formato engessado, porque a empresa pode precisar a qualquer momento dos dados da segmentação do custo, da subdivisão do faturamento, o DRE do cliente, da cidade, da rota de entrega, do produto, entre outros. Para isso, é necessário um ERP moderno e que garanta esse tipo de resultado.

Então, vamos reforçar alguns aspectos indispensáveis em um DRE:

Apuração em tempo real

O DRE precisa ser instantâneo e não pode deixar o profissional esperando. Às vezes, o gestor precisa tomar uma decisão de negócio, de crédito, de investimento e precisa ter as informações na mão.

Além disso, a empresa não pode aguardar que o mês acabe para saber qual é o resultado do exercício.

Análise de um período

O resultado do exercício, naturalmente, expressa uma fotografia de um período. É possível ver o DRE do mês passado, mas também é preciso ter a opção de visualização recente e imediata.

Isso precisa ser instantâneo no ERP, por isso, é tão importante investir em um sistema de gestão de qualidade.

DRE no ERP

Uma pesquisa realizada pela Intuit mostrou que apenas 16% das PMEs utilizam um sistema de gestão para a parte financeira. Isso mostra como é urgente o investimento em um ERP para alcançar resultados desejáveis e manter em dia a saúde financeira da empresa.

Mas é importante ter um ERP moderno e que garanta resultados instantâneos. A empresa precisa ter a possibilidade de se informar sobre seus valores e situações a qualquer momento que desejar, pois esses dados são fundamentais na hora de definir estratégias e tomar decisões.

Ou seja, se o seu sistema não oferece um DRE instantâneo, de maneira simples, segmentada e com a opção mobile, é urgente a necessidade de investir em um ERP eficiente, de qualidade e que ofereça para o seu negócio os recursos necessários para uma gestão financeira de excelência.

Aproveite para assistir ao vídeo em que falo sobre o assunto.

E, você, tem alguma experiência relacionada a esse assunto? Inscreva-se no canal do Mestre do ERP e compartilhe sua experiência nos comentários.

Sobre o autor
Mestre do ERP

Com mais de 30 anos de experiência em ERP, Marco Antônio Salvo possui experiência na área de serviços, desenvolvimento e software. Atualmente atua na área de desenvolvimento de novos negócios e soluções na Sankhya Gestão de Negócios, e tem o maior canal sobre ERP do Brasil, o Mestre do ERP.

Receba nossa newsletter

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Receba nossa newsletter

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Receba nossa newsletter

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Receba nossa newsletter

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Região Sudeste
Sul
Região Nordeste
Região Centro-oeste
Região Norte

Central de Vendas  0800 940 0750
plugins premium WordPress
SOLICITE ORÇAMENTO

Envie seus dados que logo nossos especialistas entrarão em contato.

Torne-se uma unidade Sankhya

Para análise inicial de aderência ao Programa Unidades de Negócios Sankhya, favor preencher o formulário abaixo.

SOLICITE ORÇAMENTO

Envie seus dados que logo nossos especialistas entrarão em contato.

Sua inscrição foi realizada com sucesso.

SOLICITE UMA PROPOSTA

Nossos consultores estudarão a fundo suas necessidades e apresentarão as melhores soluções para a sua empresa.

Fale com um Consultor

Obrigado por se cadastrar

SOLICITE ORÇAMENTO

Envie seus dados que logo nossos especialistas entrarão em contato.

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.