Pular para conteúdo

Políticas de recursos humanos: confira 5 exemplos

As políticas de Recursos Humanos são documentos elaborados com o objetivo de esclarecer os colaboradores de uma empresa sobre a...

politicas-de-recursos-humanos

As políticas de Recursos Humanos são documentos elaborados com o objetivo de esclarecer os colaboradores de uma empresa sobre a maneira que ela atua no que diz respeito à gestão de pessoas.

Você prefere ouvir esse artigo? Basta clicar aqui:

Esta estruturação visa o estabelecimento de regras claras relacionadas aos processos de recrutamento e seleção, desenvolvimento, benefícios, cargos e salários, entre outros. 

Cada empresa elabora suas próprias regras internas, de acordo com determinações legais, negociações com as diferentes categorias profissionais, negociações com os colaboradores e as práticas de mercado.

Estas regras são importantes ferramentas de direcionamento que garantem a padronização e a equidade na maneira como as pessoas são tratadas e se relacionam. 

Ajudam também a minimizar conflitos trabalhistas futuros, uma vez que as regras são claramente estabelecidas e podem ser esclarecidas ao longo da relação de trabalho.

Benefícios das políticas de recursos humanos

As políticas de Recursos Humanos funcionam como aliadas dos gestores, uma vez que as regras são definidas de maneira objetiva, considerando os direitos e deveres de cada colaborador em sua relação de trabalho.

Nesse sentido, a área de RH tem se tornado cada vez mais estratégica, realizando consultorias para dar apoio aos  líderes nos processos relacionados à aplicação das normas no dia a dia.

As políticas têm que refletir os valores e crenças da empresa presentes em sua cultura, em sua história, no perfil de sua liderança.

Deve também indicar os compromissos assumidos com os colaboradores e com a sociedade, bem como suas intenções estratégicas. É fundamental que exista coerência entre o que está escrito e o que é colocado em prática.

Entre os benefícios das políticas de Recursos Humanos, destacam-se a padronização, a clareza quanto aos papéis de cada colaborador, responsabilidades e direitos das partes envolvidas, maior fluidez, credibilidade e profissionalização para a dinâmica organizacional.

Boas práticas em recursos humanos

Um bom início para estruturar boas políticas de  Recursos Humanos é a identificação dos processos relacionados à gestão de pessoas.

Bonequinhos de papel simbolizando políticas de recursos humanos.

Que tal entender como sua empresa contrata novos profissionais? Como uma pessoa pode se desenvolver e quais suas chances de crescimento depois de ser incorporada ao quadro da empresa? 

 Ela oferece um plano de cargos e salários? Como funcionam os benefícios? E como proceder na hora dos desligamentos? Confira cinco exemplos de políticas de Recursos Humanos mais comuns em empresas!

1. Recrutamento e seleção

Nesse processo são estabelecidas  as regras relacionadas ao ingresso de novos colaboradores, desde a abertura das vagas até a efetivação. Em algumas situações, traz especificidades como o recrutamento interno, que prioriza os atuais funcionários para as oportunidades em aberto.

Trata dos documentos necessários, etapas do processo seletivo, pessoas envolvidas, prazos, etc.

2. Treinamento e desenvolvimento

Determina  a maneira como a empresa investe no desenvolvimento de seus colaboradores, desde os programas de treinamento introdutório até os de formação continuada.

Nessa política, a empresa estabelece regras relacionadas a elegibilidade, disponibilidade orçamentária, formas de treinamento (presencial ou à distância), quantidade de horas, etc.

3. Benefícios

Especifica tudo o que for relacionado a oferta de benefícios. Deixa claro os direitos dos colaboradores, bem como seus deveres. Trata de aspectos como convênio médico, auxílio refeição, vale transporte, reconhecimento, etc.

Define  prazos, condições e características dos benefícios que compõem a remuneração total do colaborador.

4. Cargos e salários

Indica  as faixas de remuneração para cada cargo na empresa, estabelece o desenho de sua hierarquia interna e também de que maneira o colaborador pode ter crescimento vertical ou horizontal durante o tempo em que estiver trabalhando .

Pode tratar também de aspectos relacionados ao reajuste salarial, acompanhando indicadores de mercado.

5. Desligamento

Nesse tópico, o objetivo é definir  as regras para que um colaborador possa ser desligado, de acordo com os princípios legais e também corporativos.

Para muitos gestores, não está claro como conduzir esse processo, que é um dos mais desafiantes dentro de qualquer organização. As regras ajudam a tomar as mesmas decisões em casos similares e reduzem os riscos de conflitos posteriores.

Gestão de indicadores

As políticas de Recursos Humanos podem gerar indicadores de performance periódicos. Por isso, devem ser integradas ao Sistema de Gestão Empresarial.

Dessa maneira, é possível saber, por exemplo, quantas pessoas foram entrevistadas para determinada vaga em aberto, manter um banco de talentos, acompanhar as horas de treinamento ou a performance de colaboradores em plano de crescimento hierárquico.

Esses indicadores, uma vez integrados ao sistema de gestão, permitem à área de Recursos Humanos orientar decisões gerenciais, o que reforça seu papel cada vez mais estratégico.

 

Gestão de Pessoas no ERP: Visão geral do Pessoal Mais

Neste vídeo, você vai conhecer como se apresentam as funcionalidades de um ERP para Gestão de Pessoas.
O Pessoal Mais foi concebido a partir de três necessidades gerenciais que consideramos chaves em um processo de gestão de pessoas: Os processos do Departamento Pessoal, a visão da liderança sobre o colaborador e o time e a própria visão do colaborador relacionado às suas informações empregatícias.
O Departamento Pessoal tem uma visão gerencial de todos os colaboradores da empresa, onde ele poderá aprovar as requisições que foram automatizadas no ERP, como por exemplo os pedidos de ajustes de ponto, afastamentos e atualizações de dados cadastrais.

Fale com um de nossos consultores e saiba mais sobre o Pessoal Mais.

 

 

Ariadney Ferreira é Analista de Recursos Humanos na Sankhya Gestão de Negócios.

Sobre o autor
Redator Sankhya

Olá! Este post foi escrito por nosso redator oficial Sankhya. Deixe seu comentário abaixo sobre o que você achou deste texto :)

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.