Pular para conteúdo

Gestão financeira: os 4 maiores erros que sua empresa deve evitar

Podemos pensar na gestão financeira eficiente como o coração humano trabalhando: cada vez que bombeia sangue, irriga todo o organismo...

Podemos pensar na gestão financeira eficiente como o coração humano trabalhando: cada vez que bombeia sangue, irriga todo o organismo e nos mantém saudáveis, com capacidade para realizar nossas atividades diárias e superar os desafios do dia a dia. Da mesma forma, toda vez que você cuida do setor financeiro da empresa e o mantém saudável e eficiente, todos os demais setores acabam se beneficiando.

Assim como temos que controlar o colesterol, ter uma alimentação saudável e praticar esportes para manter o coração em completo funcionamento, a empresa também precisa de alguns cuidados para que o financeiro funcione perfeitamente. Dentre esses cuidados, evitar alguns erros comuns na gestão financeira é o primeiro passo. Quer saber quais são eles e aprender com a experiência? Então confira:

Não conhecer o custo operacional do negócio

A formação do preço de venda de produtos ou serviços está fortemente vinculada aos custos que a empresa tem para produzir tais bens e serviços. Assim, se você não tem noção de quanto realmente vem gastando para colocar seus produtos no mercado, pode estar no prejuízo sem saber. Para evitar que isso aconteça, crie o hábito de listar todos os custos (tanto fixos como variáveis) envolvidos na operação. Se for muito difícil quantificar determinado gasto, baseie-se em outras medidas, como custo do colaborador por hora, média de mercado ou valor percebido pelos clientes.

Não controlar o estoque

O estoque representa parte do capital de giro da empresa. É, portanto, dinheiro investido. Assim, se você tem produtos obsoletos ou danificados no estoque, está no prejuízo, pois não é mais possível vendê-los. Além disso, precisa manter uma infraestrutura maior para comportar artigos que não trarão retorno financeiro ao negócio. Se estoque é dinheiro investido, um controle rigoroso sobre os produtos que entram e saem é simplesmente fundamental para manter a gestão financeira em dia. Nesse sentido, faz-se necessário, periodicamente, auditar seu estoque, verificando se existem produtos em situações nada ideais e se livrar deles para então começar uma gestão de estoque eficiente e controlada.

Não registrar dados adequadamente

O fluxo de caixa é o termômetro que indica se sua empresa está saudável ou não. É por meio dele que você sabe se o negócio vem operando no vermelho ou no azul. Quando o fluxo de caixa não é levado a sério e os registros são feitos apenas esporadicamente, você perde informações valiosas para determinar o grau de saúde do empreendimento. É como ter um termômetro quebrado, que indica que você não tem febre quando, na verdade, está atingindo os 40 graus.

Não usar a tecnologia a seu favor

Se você ainda faz a gestão financeira do seu negócio na ponta do lápis, pode estar de olhos vendados sem nem notar. Um bom sistema de gestão financeira permite controlar de ponta a ponta todos os processos financeiros da sua empresa, concentrando as informações e detectando insights relevantes para a tomada de decisão. Com essa ferramenta, em vez de elaborar relatórios pouco confiáveis, você tem relatórios analíticos prontos, que confrontam 2, 3, 5 ou mais indicadores de uma única vez para proporcionar uma visão completa do desempenho financeiro do negócio.

Quer mais dicas para manter a gestão financeira do seu empreendimento sempre em dia? Então curta a nossa página no Facebook e receba as novidades diretamente na sua timeline!

Sobre o autor
Redator Sankhya

Olá! Este post foi escrito por nosso redator oficial Sankhya. Deixe seu comentário abaixo sobre o que você achou deste texto :)

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.