Pular para conteúdo

Business Intelligence: como usar indicadores para avaliar resultados

Um estudo feito pela Consultoria Applied Scientific Methods, em 2012, já indicava a força do Business Intelligence no universo corporativo....

indicador-de-desempenho

Um estudo feito pela Consultoria Applied Scientific Methods, em 2012, já indicava a força do Business Intelligence no universo corporativo. De acordo com o levantamento, 64% dos gestores entrevistados afirmaram que suas organizações já utilizavam soluções em BI.

O estudo, aplicado em 73 empresas com mais de 250 colaboradores, já evidenciava que a estratégia se tornaria a ferramenta de apoio fundamental no processo de tomada de decisões das empresas. Não evidenciava, no entanto, que muitas companhias não conseguiriam alcançar os resultados desejados com o sistema por não saberem como interpretar os indicadores de Business Intelligence em favor do crescimento da companhia.

Se preferir, você pode também ouvir esse conteúdo.

Neste post você vai entender um pouco sobre como usar esses indicadores para avaliar os resultados da sua empresa. Veja a seguir:

Métricas x Indicadores

Métricas são dados brutos, medidas atômicas que, tomadas de forma isolada, nada significam. Estamos falando em peso, volume e valores “soltos”, desconectados de uma interpretação mais profunda. As métricas servem de base para a formação de indicadores.

Os indicadores, por sua vez, são signos que sinalizam uma situação específica. São medidas calculadas e formadas pelas métricas, produto final dos mais poderosos sistemas de Business Intelligence do mercado.

A questão é que muitos gestores acreditam que a simples implantação desse recurso de TI, por si só, já sugere aumento de produtividade e resultados financeiros robustos no mês seguinte. Esquecem-se da necessidade de ter um corpo de especialistas capazes de utilizar os indicadores fornecidos da maneira correta.

Exemplos de métricas:

R$500 mil de lucro no mês de abril/2015;

R$70 mil correspondentes aos custos variáveis no mês corrente;

R$100 mil em tributos pagos no trimestre.

Perceba que esses dados, por si mesmos, não explicam nada sobre a situação da empresa. Precisamos correlacioná-los dentro de um contexto temporal na organização. Veja alguns exemplos abaixo:

A empresa teve lucro líquido na ordem de R$500 mil no mês de abril, o que representa um crescimento de 36% em relação ao mesmo período no ano passado;

Após a reestruturação nos processos internos da empresa, seus custos variáveis (água, energia elétrica, insumos) foram reduzidos a R$70 mil, 25% menos do que o valor computado antes da mudança operacional;

A implementação da estratégia de elisão fiscal da organização já começa a surtir efeitos, já que o mês corrente registrou o pagamento de R$100 mil em tributos, frente aos R$250 mil destinados ao Fisco no trimestre anterior.

Como calcular indicadores de BI para o negócio

Indicadores de Business Intelligence são gerados a partir dos dados coletados, por exemplo, do ERP de uma organização (confira aqui a importância do BI para a indústria). Ao agregar dados do fluxo de caixa, demonstrativos de resultados do exercício, lançamentos contábeis em balancetes e alterações no volume do estoque, uma solução de BI é capaz de estabelecer comparações entre um imenso volume de métricas, gerando poderosos relatórios de desempenho, gráficos, KPI (Key Performance Indicator, ou, em português, Indicador-chave de Desempenho) que serão mensurados de forma individual e coletiva, entre muitas outras “bússolas” à disposição do gestor.

Ter acesso ao volume de vendas nada significa. Mas se uma ferramenta de Business Intelligence for capaz de dividir, em fração de segundos, o total de vendas pela quantidade de transações realizadas em um período e, em seguida, comparar os resultados obtidos dentro de uma série histórica de 5 anos, teremos um raio-x preciso da flutuação do ticket médio da companhia ao longo de um quinquênio. Isso subsidiará as decisões estratégicas da companhia.

É a partir dos indicadores que a empresa consegue compreender se caminha pela estrada correta, se está próxima do alcance de seus objetivos institucionais e se seu poder de conquistar um lugar no mercado está sendo amplificado.

Veja como funciona o Business Intelligence criado diretamente no ERP Sankhya

O construtor de B.I é uma ferramenta gerencial nativa disponibilizada dentro do ERP Sankhya, que permite a criação de análises de dados de acordo com a necessidade do gestor e do negócio.

Na tela de Construtor de Componentes, o usuário conta com uma série de formatos de visualização da informação para utilizar na sua análise, como planilhas, relatórios e formatos gráficos.

Quer saber mais sobre o nosso ERP? Fale com um consultor

Sobre o autor
Redator Sankhya

Olá! Este post foi escrito por nosso redator oficial Sankhya. Deixe seu comentário abaixo sobre o que você achou deste texto :)

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.