Pular para conteúdo

Conheça 3 metodologias de gestão e saiba como implantá-las

Gerenciar um negócio não é simples e o mercado exige cada vez mais que as empresas se destaquem e conquistem...

Gerenciar um negócio não é simples e o mercado exige cada vez mais que as empresas se destaquem e conquistem vantagem competitiva. Mas, para cada tipo de empresa, há diferentes necessidades. Por isso, existem algumas metodologias de gestão que podem ser aplicadas nas organizações e apresentam bons resultados.

Você sabe quais são elas e o que as caracterizam? Conheça as ferramentas PDCA, BSC e GPD.

Ciclo PDCA

conheca-3-metodologias-de-gestao-e-como-implanta-la-pdca

PDCA é a sigla de Plan, Do, Check, Act, (planejar, fazer, verificar e agir). Essa metodologia de gestão se baseia nessas quatro etapas, divididas em quadrantes, formando um ciclo. No momento em que ele termina, tudo recomeça, para que novas oportunidades sejam identificadas. O objetivo é que a empresa seja sempre inovadora e competitiva.

Assim, é importante entender o que deve ser feito em cada uma delas:

  • Planejar: selecionar o elemento (equipamento, processo ou atividade) que deve ser melhorado, adotando medidas que tragam resultados positivos;
  • Fazer: o plano elaborado na etapa de planejamento deve ser implementado nessa fase e seu processo deve ser acompanhado na próxima etapa.
  • Verificar: processo de análise e acompanhamento dos resultados do plano e a avaliação dele, quando necessário;
  • Agir: se a melhoria trouxe resultados positivos, ela deve ser implementada e transformada em um padrão a ser seguido.

Assim, no PDCA, os problemas são vistos como oportunidades de melhoria. As vantagens obtidas com o ciclo PDCA são eficiência nos processos (melhorando a agilidade e a produtividade), redução de custos, otimização do tempo e comprometimento das equipes, porque mostra a importância dos colaboradores no processo produtivo.

BSC

conheca-3-metodologias-de-gestao-e-como-implanta-la-bsc

O Balanced Scorecard é uma metodologia de gestão cujo objetivo é equilibrar os indicadores de performance da empresa, integrando desde dados financeiros e administrativos até métricas relativas a processos internos. Assim, os gestores podem definir metas para cada setor da empresa, sabendo onde querem chegar.

As metas a serem definidas devem estar alinhadas à missão e à visão da empresa e também considerar indicadores externos (voltados para clientes e acionistas) e internos (como crescimento, aprendizado e inovação). Assim, o BSC indica os segmentos de mercado nos quais a empresa deve competir e os clientes que deve buscar.

Mas quais são as bases do BSC? Pois bem, existem quatro perspectivas: de cliente, de processos internos, de aprendizado e crescimento e das finanças. O processo começa na perspectiva de aprendizado e crescimento e é finalizado somente na das finanças. Veja o que caracteriza cada perspectiva.

  • Cliente: pretende agregar valor ao cliente e desenvolver o segmento de mercado em que a empresa atua;
  • Processos internos: melhora os processos internos críticos, buscando mais produtividade e satisfação do consumidor;
  • Aprendizado e crescimento: tem o objetivo de monitorar e permitir o crescimento da empresa, além de ajudar a sustentar esse crescimento em longo prazo;
  • Finanças: tem o objetivo de agregar valor aos acionistas.

Então, essa técnica de gestão e mensuração do desempenho procura melhorar os aspectos relativos a essas quatro perspectivas, buscando a satisfação dos clientes e a melhoria contínua da organização por meio de aprendizado e desenvolvimento constantes.

GPD

conheca-3-metodologias-de-gestao-e-como-implanta-la-gpd

O Sistema de Gerenciamento por Diretrizes tem a função de definir e acompanhar as metas de sobrevivência da organização, já o método mais focado em operações é o GRD, que pode e deve ser aplicado junto como GPD. Para conseguir isso, o procedimento do GPD é iniciado a partir da definição de uma meta de sobrevivência para a empresa, que se tornará a diretriz do presidente.

A partir da divulgação do resumo de metas, cada gestor deve identificar a necessidade de ações pontuais a fim de que a meta seja alcançada. Também é avaliada a necessidade de aplicar interfuncionalidades, envolvendo condições e prazos. Assim, parte-se para a ação e, sempre que ocorre algo inesperado, deve-se comunicar ao gestor/diretor e avaliar o processo do GPD, identificando possíveis melhorias.

Esse é um resumo da aplicação do GPD, que utiliza diversas ferramentas, como indicadores de desempenho, dashboards, análise de causa e efeito, PDCA, planos de ação baseados em 5W1H etc. Os resultados abrangem mais comprometimento dos colaboradores, gestão com foco na qualidade total, estabelecimento de prioridades e acompanhamento das metas e ações implementadas.

As metodologias de gestão abordadas nesse post podem ajudar a sua empresa a conseguir melhores resultados. Você já aplicou alguma delas? Compartilhe com a gente nos comentários.

gif-estrategia

Sobre o autor
Redator Sankhya

Olá! Este post foi escrito por nosso redator oficial Sankhya. Deixe seu comentário abaixo sobre o que você achou deste texto :)

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.