Estoque e Logística

Por que fazer inventário de estoque periodicamente?

 

Inventário de estoque ou contagem é um procedimento de controle que tem como objetivo checar a quantidade de produtos estocados na empresa, confrontando se o estoque físico está batendo com o estoque registrado.

Para te ajudar a implantar esse procedimento na sua empresa, trouxemos este conteúdo. Neste post, você verá:

  • Quais são os benefícios de fazer o inventário de estoque
  • Quais são as formas de fazer o inventário de estoque?
  • O que fazer quando observar diferenças no estoque após o inventário?
  • Como acontece na prática

 

Quais são os benefícios de fazer o inventário de estoque?

Realizar periodicamente o inventário de estoque traz benefícios, como:

  • Saber quais e quantos produtos existem no estoque;
  • Realizar compras mais assertivas em função da disponibilidade de produtos no estoque;
  • Nortear ações para venda de produtos encalhados e/ou próximos da data de vencimento;
  • Identificar divergências, apurar suas causas e fazer os ajustes necessários;
  • Evitar a imobilização de capital de giro em produtos inadequados;
  • Levantar o valor total de estoque da empresa, permitindo tomar decisões mais assertivas etc.

 

Quais são as formas de fazer o inventário de estoque?

O inventário de estoque pode ser realizado de duas formas, dependendo da realidade de cada empresa:

 

Inventário de Estoque Geral

Trata-se da contagem física que é realizada sempre no final de cada exercício contábil. Possui efeito fiscal e deve ser feita contando todos os itens do estoque.

 
Inventário de Estoque Rotativo

Esse é um procedimento de recontagem periódica dos itens do estoque. Para sua realização, é preciso selecionar um número reduzido de itens periodicamente para que sejam contados com uma frequência predeterminada (diária, semanal ou mensal) de acordo com a realidade de cada empresa. Finalizada a contagem desses itens, selecionam-se outros e, assim, sucessivamente.

Esse tipo de inventário serve para aumentar a precisão do estoque, pois, por meio dele, é possível encontrar e corrigir divergências encontradas de forma muito mais rápida e não só no momento do inventário periódico que é feito anualmente, o que torna muito mais difícil lembrar-se do motivo de algumas divergências.

Esse procedimento pode ser realizado manualmente ou por meio de um leitor de código de barras, caso a empresa utilize um software integrado de gestão (ERP). A morosidade e o risco de erros no procedimento, quando realizado manualmente, é muito maior. Então, o ideal nesse caso é que a contagem seja feita por pelo menos duas pessoas, sendo uma fazendo a contagem e a outra fazendo a conferência.

 

O que fazer quando observar diferenças no estoque após o inventário?

Caso sejam identificadas diferenças no estoque após a contagem física, é importante entender quais são as causas do desencaixe. Os principais motivos são:

  • Ausência do registro das movimentações de entrada e saída de produtos (compras, vendas, trocas, devoluções, avarias etc.);
  • Erros no lançamento das operações de entrada e saída;
  • Registro correto das vendas, mas entrega do produto errado;
  • Registro incorreto de produtos similares (cores, especificações);
  • Ausência da conferência dos produtos recebidos dos fornecedores;
  • Desvios/furtos;
  • Configuração/parametrização inadequada do software (se utilizar).

Controlar o estoque utilizando um software integrado de gestão (ERP), que atualiza as informações quando uma compra ou venda é realizada, traz muito mais segurança e agilidade para a operação diária das empresas.

A realização do inventário, por exemplo, vai muito além de apenas contar os produtos do estoque. Esse procedimento norteia o gestor nas decisões de compra, ajuda a evitar perdas e impacta diretamente nos resultados do negócio.

 

Como acontece na prática

Jonas é o responsável pelo estoque em uma indústria de produtos químicos. Para facilitar seu trabalho, Jonas adota procedimentos simples, como:

  • Controla o estoque por critério, como tamanho, lote, data de validade etc.;
  • Utiliza endereçamento para facilitar o processo de entrada e saída de produtos e facilitar a localização destes;
  • Realiza periodicamente a contagem física do estoque.

Apesar de realizar todos esses procedimentos de controle, Jonas sabe que, se a operação diária não for feita corretamente, é impossível manter o estoque “redondo”, por exemplo, o registro de todas as entradas e saídas do estoque, como compras, vendas, trocas, devoluções, bonificações, transferências etc.

Um simples erro no lançamento ou na entrega de um produto diferente do registrado durante a venda compromete todo o controle de estoque.

Assim, para manter o saldo de produtos registrados no software sempre em conformidade com a quantidade disponível no estoque físico, Jonas optou por realizar semanalmente o inventário rotativo na empresa.

Como o ERP utilizado por Jonas permite a realização do inventário mesmo com a operação em andamento, não é preciso fechar a indústria para fazer a contagem. Para isso, ele segue os seguintes passos:

 

1. Define os tipos de produtos a serem contados

Por se tratar de um inventário de estoque rotativo, Jonas seleciona semanalmente o tipo de produtos que vai contar. Assim, ao final do exercício contábil, no momento do inventário geral obrigatório, fica muito mais fácil identificar e corrigir possíveis falhas.

 

2. Realiza a contagem dos produtos

A contagem física dos produtos do estoque é feita e os valores encontrados são registrados no software ERP utilizado pela empresa.

 

3. Apura as divergências encontradas

Finalizada a contagem de todos os produtos, Jonas retira um relatório em que são listadas todas as divergências encontradas entre o estoque físico e o estoque registrado, permitindo identificar e tratar as causas dos desencaixes.

Fazer o inventário de estoque é fundamental para uma boa gestão das empresas, em especial para os setores de atacado e varejo. Além de uma obrigação legal, esse procedimento ajuda a reduzir custos.

Sabendo exatamente o saldo de produtos, é possível fazer compras mais assertivas e identificar a ocorrência de possíveis furtos e também falhas nos processos internos. Dessa maneira, melhorias podem ser estruturadas de forma que os erros não se tornem recorrentes.

Quer continuar aprendendo sobre estoque? Confira o nosso eBook:

 

 

 

Gostou do nosso conteúdo? Deixe um comentário abaixo e nos conte mais sobre como sua empresa lida com a Gestão de Estoque atualmente.

Compartilhe:

Comentários

O que você achou deste conteúdo?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

plugins premium WordPress
SOLICITE ORÇAMENTO

Envie seus dados que logo nossos especialistas entrarão em contato.

SOLICITE ORÇAMENTO

Envie seus dados que logo nossos especialistas entrarão em contato.

Sua inscrição foi realizada com sucesso.

SOLICITE UMA PROPOSTA

Nossos consultores estudarão a fundo suas necessidades e apresentarão as melhores soluções para a sua empresa.

Fale com um Consultor

Obrigado por se cadastrar

SOLICITE ORÇAMENTO

Envie seus dados que logo nossos especialistas entrarão em contato.

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.