Pular para conteúdo

Parcerias estratégicas: qual o momento certo para a sua empresa?

Muita gente se pergunta porque as parcerias estratégicas são necessárias, pois se a empresa vai bem, por que precisamos de...

parcerias estratégicas

Muita gente se pergunta porque as parcerias estratégicas são necessárias, pois se a empresa vai bem, por que precisamos de parceiros?

Quando se fala em parcerias estratégicas, o esperado é a construção de um relacionamento sinérgico, inovador e duradouro que estabeleça entre as empresas e as organizações interessadas, um diferencial competitivo para o mercado e com maior capacidade de levantar potenciais prospects.

Cada parceria tem dinâmica e formatos únicos, que dependem de diversos fatores estabelecidos antes e durante o relacionamento. No entanto, todas elas têm um ponto em comum: o compromisso de longo prazo com a qualidade do serviço aos clientes e o aspecto financeiro gerando acréscimo de receita para ambos os negócios.

Uma parceria estratégica não é uma fusão.

Uma empresa não pode influenciar na gestão da outra, mas juntas oferecer soluções ao mercado, complementando ofertas e inovando com soluções mais completas.

No ambiente de negócios, onde o cliente está acima de qualquer outro elemento de mercado, não existe um momento ideal para se realizar uma parceria, sempre é hora. Quando a empresa faz o seu planejamento estratégico, ela define o que será oferecido ao mercado e o que terá de novo, mas antes de fechar a parceria, você precisa responder as seguintes perguntas:

Pontos importantes para serem observados entre as parcerias estratégicas

Existem algumas lições que se observadas garantirão a satisfação das partes. Quando os dois lados estão satisfeitos, a probabilidade de dar errado também é minimizada. Assim, listamos algumas lições aprendidas:

Honestidade

O primeiro passo para que qualquer parceria dê resultado é existir honestidade entre as partes. 

Oportunidade

É preciso que as duas empresas analisem as oportunidades e os problemas do mercado atual e potencial. Se não existirem vantagens reais, é preferível não concretizar a parceria.

Custo

Analisar o custo da parceria, mas lembrar que o dinheiro não é o mais importante.

Negociação

Negocie sempre com o parceiro. Uma relação de parceria deve ser de ganha-ganha / perde-perde.

Relacionamento

O sucesso desse tipo de relacionamento comercial é guiado por uma palavra: verdade. Para isso, trate as pessoas, tanto do seu parceiro como de sua empresa, como clientes.

Treinamento

Treine todos da empresa. Pesquisas indicam que 80% dos erros, enganos e omissões são por falta de treinamento da equipe e, só existe um responsável por isso: o líder do processo.

Lealdade

Seja extremamente leal com o parceiro. Quando as vantagens da parceria não mais se justificarem, termine com ela. Não importa o que rege o contrato, quando não há mais interesse de ambas as partes, é chegada a hora de renegociar.

O parceiro tem que assumir o compromisso de contribuir para o sucesso da aliança. As duas empresas precisam fazer o negócio acontecer e garantir o melhor resultado, pois as equipes participam de todos os processos, desde a conquista do prospect até a entrega da solução. É praticamente um casamento, se houver respeito entre as partes, a probabilidade de ser eterno é muito grande.

Sobre o autor
Lidiane Oliveira

Gerente Comercial e Alianças na Sankhya Gestão de Negócios

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.