Pular para conteúdo

Tendências de negócios em 2020: onde investir para lucrar

Você já decidiu quais tendências de negócios vão entrar no seu planejamento estratégico para o próximo ano? Confira alguns insights...

tendências de negócios para 2020

Você já decidiu quais tendências de negócios vão entrar no seu planejamento estratégico para o próximo ano? Confira alguns insights que preparamos.

Não é novidade que estamos na era do conhecimento, com a tecnologia liderando a inovação e a internet dominando o mercado.

Em 2019, tivemos um Brasil otimista e ansioso para superar a crise, pronto para retomar o crescimento e mostrar sua força nos negócios.  

Mas como lucrar com as novas tendências em um cenário tão dinâmico?

Para ajudar você a identificar as melhores oportunidades e fugir dos riscos, apresentamos o roteiro para investir e lucrar:

  • 6 tendências de negócios 
  • Como se adaptar às tendências de negócios
  • 3 cuidados com as tendências de negócios
  • Sistema de gestão para ficar à frente 

Quer ficar por dentro e começar o ano com fôlego total? Então aproveite a leitura.

6 tendências de negócios para 2020

As tendências de negócios trazem oportunidades para diversos segmentos, seja para empreender ou investir em inovações.

Vale lembrar que o Brasil fechou 2018 com alta de 1,3% no PIB e a até agora em 2019 já tivemos um crescimento de 1,0%, em valores correntes, o PIB totalizou 1,78 trilhão, segundo o IBGE.

Confira alguns dos setores e novidades que prometem alavancar a economia:

1. Franquias

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) prevê um crescimento de 10 a 11% nas receitas, após cinco anos com crescimento estagnado em 8%.

Isso porque as franquias se tornam uma solução atrativa após períodos de crise e recessão, pois oferecem mais segurança e rapidez na operação do negócio.

Em pouco mais de quatro ou cinco meses, é possível concluir as negociações de uma franquia, e os padrões predefinidos proporcionam ganho de tempo e eficiência na administração do negócio.

Segundo matéria do Portal do Franchising, os segmentos em alta são o de alimentação, educação, tecnologia e serviços inovadores. 

Os destaques estão nas franquias de alimentação saudável, ensino de idiomas, assistência técnica, seguros, mercado pet e acesso à saúde.

Assim, é possível começar o ano à frente de um novo negócio com investimentos que variam de R$ 10 mil a R$ 500 mil.

2. Startups

Com um mercado mais otimista, 2020 promete abrir as portas para os investimentos em startups, que vêm crescendo continuamente no Brasil.

Segundo a Abstartups, já são mais de 10 mil empresas inovadoras no país, distribuídas em um ecossistema diverso e repleto de oportunidades.

As startups se caracterizam por seu crescimento rápido, escalabilidade e alto potencial lucrativo, além do uso de tecnologias disruptivas que revolucionam o mercado.

O foco estará nas startups de tecnologia com soluções diferenciadas a segmentos específicos.

Alguns exemplos de startups promissoras são:

  • Fintechs: oferecem serviços de consultoria financeira e soluções para bancos digitais, além de investimentos por aplicativos e softwares de gestão financeira
  • Edtechs: são startups focadas em educação que são incorporadas a instituições de ensino ou oferecem novos canais de aprendizagem
  • Healthtechs: oferecem soluções tecnológicas para a área da saúde, incluindo serviços médicos, plataformas de consultas e inteligência artificial para análises
  • Agrotechs: são direcionadas ao agronegócio, oferecendo as últimas tecnologias para modernizar a produção no campo
  • HRtechs: oferecem soluções para o RH, como softwares de automatização de processos, aplicativos para recrutamento e outras ferramentas.

Outros setores de destaque, de acordo com o The Startup, serão as soluções para gerenciamento de mídias sociais, roteiros turísticos, marketing digital e coaching online.

Além disso, as startups de clube de assinaturas merecem atenção, pois oferecem seleções mensais de produtos que vêm atraindo públicos diversos.

As caixas são enviadas para os assinantes com livros, produtos para pets, produtos de beleza, brinquedos, objetivos de decoração e inúmeros outros itens que atendem a qualquer perfil de consumidor.

Seja qual for o segmento escolhido, as startups devem ter seu lugar na carteira de investimentos.

3. Serviços de nicho online

Não há dúvidas que o setor de serviços é o mais fértil para empreender, em especial no segmento de plataformas de serviços online.

O coordenador do Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da FGV, Rubens Massa, acredita que o crescimento rápido da internet favorece a criação de novas plataformas e simplifica sua implementação.

Em entrevista ao Estadão, o especialista destaca a vantagem do setor de serviços em relação ao varejo, graças aos avanços da era digital.

Mas não basta oferecer serviços online se não houver um diferencial, e por isso a grande aposta são os nichos menores.

Assim, os empreendedores podem aproveitar a onda digital para atender a públicos segmentados, que anseiam por soluções para suas necessidades.

Um bom exemplo de demanda especializada é o setor de alimentação restritiva, que abrange públicos vegetarianos e veganos, intolerantes à lactose, celíacos, crudívoros e outros nichos que estão crescendo no país.

Os cosméticos personalizados também estão na mira dos investimentos, com o aumento da procura por produtos naturais, que não testam em animais e não contêm certos aditivos químicos.

Além disso, os negócios socialmente e ambientalmente responsáveis vêm ganhando a preferência do consumidor, como no caso dos serviços que valorizam o produtor local, produtos artesanais e soluções sustentáveis.

4. Infoprodutos

Os infoprodutos não são uma tendência de negócio recente, mas estão ganhando ainda mais força em todo o mundo.

Eles são basicamente produtos digitais que oferecem informações e conteúdo diferenciado online.

Nessa modalidade, entram cursos, e-books e relatórios de análises.

Algumas das principais plataformas que estão ganhando espaço no mercado de infoprodutos brasileiro são a Hotmart e Udemy, que servem como marketplaces para cursos online.

Na prática, qualquer pessoa pode criar seu conteúdo exclusivo e vender por meio das plataformas, ou mesmo se tornar um afiliado e divulgar produtos em troca de comissões.

No Brasil, ainda há muito espaço para a criatividade e empreendedorismo nesse mercado, com a vantagem de baixíssimos custos iniciais de produção.

5. Marketing de Afiliados

O marketing de afiliados é uma tendência digital em plena expansão, que consiste na criação de programas de afiliados para rentabilização de sites e divulgação de produtos e serviços online.

Nesse modelo de negócio, o afiliado divulga os produtos do anunciante em troca de uma comissão, que pode ser calculada em função de cliques, visualizações, vendas, preenchimento de formulários e outras métricas.

Assim, é possível obter lucros criando sites e blogs e anunciando as ofertas por meio de mídias sociais e plataformas de publicidade.

Entre os serviços e produtos que podem ser anunciados, estão hotéis, passagens aéreas, cursos, eletrodomésticos, eletrônicos, livros, entre outros.

6. Novas tecnologias

Ficou claro que as principais tendências de negócios estão relacionadas à revolução digital e à expansão da internet.

Por isso, vale a pena ficar de olho nas novas tecnologias que vão impactar todos os segmentos este ano.

Os membros do Young Entrepreneur Council, um conselho de empreendedores bem-sucedidos dos EUA, selecionaram algumas das principais novidades tecnológicas para a Forbes.

No topo da lista, estão a inteligência artificial (IA) e machine learning, que estão ditando o desenvolvimento dos novos aplicativos, sistemas e plataformas.

Basicamente, as máquinas estão se tornando inteligentes, capazes de reproduzir o raciocínio humano e aprender com seus erros e acertos.

Assim, os empreendedores devem se preparar para integrar a IA aos negócios do futuro, pois em breve o “smart” será regra para qualquer produto ou serviço.

Prova disso é a ascensão da chamada Internet das Coisas, ou IoT (Internet of Things), capaz de conectar objetos diversos à rede mundial e torná-los inteligentes.

Com a IoT, é possível controlar qualquer ambiente com lâmpadas, alarmes, sistemas de som, portas e eletroeletrônicos conectados, programados à distância e acionados em um toque.

A consultora de desenvolvimento de softwares em IoT da ThoughtWorks, Desiree Santos, afirma que a barreira entre o físico e o digital está se desfazendo, trazendo possibilidades antes inimagináveis de automação.

Em entrevista à Época, ela prevê o crescimento da IoT e inteligência artificial no Brasil, e reforça os benefícios e aplicações para empresas de todos os portes.

Além dos supercomputadores, a realidade aumentada também vem ganhando espaço, assim como o mobile já se tornou obrigatório no mundo dos negócios.

Aliás, os smartphones terão um papel ainda mais importante com a chegada do 5G, que promete alavancar as transações em dispositivos móveis.

Seja qual for o objetivo, todo empreendedor e gestor deve acompanhar as tendências tecnológicas para inovar e sair na frente da concorrência.

Como se adaptar às tendências de negócios

É importante saber quais são as tendências de negócios e ter referências para 2020, mas nem toda novidade será aplicável à sua empresa ou ideia.

A melhor forma de se adaptar às tendências é conhecer muito bem seu negócio, mercado e público-alvo, além de se aprofundar em estudos específicos para sua área de atuação.

Por exemplo, não adianta adotar uma tecnologia em alta se o seu público ainda possui resistência para utilizar as novas ferramentas.

Do mesmo modo, não vale a pena investir em um nicho promissor se você mal conhece o mercado e não tem afinidade com o produto.

Nesse caso, a atitude mais inteligente é personalizar as tendências de acordo com seu negócio ou investimentos, identificando possíveis oportunidades que se adequem ao seu perfil.

Uma boa dica é conferir os estudos globais de macrotendências, como o Global Consumer Trends, da Mintel, que trazem insights sobre novos hábitos de consumo no mundo inteiro.

Assim, você pode ampliar sua visão sobre as mudanças no comportamento do consumidor e transformações digitais, para além das tendências de negócios locais.

3 cuidados com as tendências de negócios

Com tantas tendências de negócios promissoras, é fácil cair na tentação de investir em novidades sem tomar os devidos cuidados.

Para não correr riscos, confira algumas precauções importantes:

1. Evite os modismos

Você se lembra de franquias que se espalharam rapidamente e depois sumiram?

Boa parte desses negócios fechou assim que a onda de consumo passou, deixando muitos investidores no prejuízo.

Por isso, na hora de escolher seus investimentos, evite os “produtos da moda”, que fazem sucesso no início mas caem no esquecimento em poucos meses.

2. Pergunte ao cliente em vez de supor

Perguntar ao cliente é a regra de ouro para conhecer as necessidades do seu público e possíveis mudanças de comportamento.

Assim, você não corre o risco de se precipitar na adoção de tendências, pois o que realmente importa é oferecer uma experiência completa ao consumidor e suprir suas demandas.

As inovações são bem-vindas, mas de nada adianta se basear em pesquisas sem olhar para o seu cliente.

3. Saiba em que você está investindo

As tendências de negócios são apenas previsões, que podem se concretizar ou não, ou mesmo levar anos para chegar ao patamar anunciado.

Por isso, não arrisque seus investimentos em negócios que não domina ou nos quais não possui qualquer experiência.

Afinal, o know-how é fundamental para se aventurar em qualquer mercado.

Sistema de gestão para ficar à frente das tendências

Se você quer ficar à frente das tendências em 2020, o sistema de gestão é o primeiro passo para sintonizar seu negócio com os novos desafios do mercado.

Para isso, a solução se resume a três letras: ERP (Enterprise Resource Planning) ou simplesmente sistema de gestão empresarial.

Os softwares de ERP são sistemas que integram todas as áreas e funções da empresa, do administrativo ao operacional, permitindo o controle absoluto da gestão por meio da tecnologia.

Como vimos nas tendências, o mercado está cada vez mais competitivo e as novidades surgem em alta velocidade, graças aos avanços digitais.

Para se destacar nesse cenário, você precisa centralizar todos os processos e informações do negócio em um único ambiente, que ofereça uma visão macro da empresa e ao mesmo tempo seus mínimos detalhes.

Tudo isso já é possível com o ERP Sankhya, que possui o pacote de soluções mais completo do mercado para gestão de negócios.

Com o ERP Sankhya, você reduz em até 60% seus custos administrativos, aumenta em 100% a efetividade da tomada de decisão e incrementa a produtividade em 45%.

Entre as funções do sistema, estão a gestão comercial, gestão de pessoas, contabilidade, BI (Business Intelligence), CRM e muito mais.

E se a inteligência artificial é o futuro, o ERP Sankhya coloca você na frente com sua assistente virtual que interpreta dados em tempo real, oferecendo informações valiosas para a tomada de decisão.

Além disso, a plataforma é 100% personalizada de acordo com suas necessidades, feita sob medida para o sucesso do seu negócio.

Afinal, as tendências podem variar, mas o aumento de performance e lucratividade são sempre as prioridades para um próspero ano novo.

Gostou das dicas e insights com as tendências de negócios para 2020? Comente.

 

Sobre o autor
Thamara Miranda

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.