Pular para conteúdo

Gestão de manufatura: o que é, qual a importância e como funciona no ERP

Pesquisas recentes apontam que é sem volta o caminho da automação e da conexão de processos industriais e gestão de...

Pesquisas recentes apontam que é sem volta o caminho da automação e da conexão de processos industriais e gestão de manufatura. A cada dia o conceito da chamada Manufatura Avançada ou Indústria 4.0 ganha força e vira realidade. Acredita-se que pelo menos metade da indústria global estará conectada até o fim de 2022. E adaptar-se não é mais uma opção. 

Fazer uma gestão de manufatura eficiente pode ser o segredo do sucesso de qualquer indústria que queira se destacar no mercado brasileiro ou global. Portanto, as empresas precisam saber o que há de relevante nesse novo cenário. Entenda agora o que é gestão de manufatura e qual a importância de fazê-la com eficiência.

O que é manufatura?

O termo “manufatura” tem origem nas “oficinas manuais” e passou por mudanças durante as últimas décadas. Hoje, a expressão é usada para fazer referência às fábricas ou a um grande estabelecimento industrial. O termo “produto manufaturado” é usado para denominar os bens produzidos nas indústrias.

A evolução da “manufatura” aconteceu da seguinte maneira:

  • Manufatura: produtos feitos à mão; 
  • Manufatura enxuta: que busca eliminar desperdícios;
  • Manufatura reversa: objetivo de recuperar produtos sucateados;
  • Maquinofatura: indústria mecanizada por motores a vapor e tear mecânico;
  • Primeira Revolução Industrial: máquinas movidas a energia calorífica do carvão mineral;
  • Segunda Revolução Industrial: uso de petróleo, usinas hidrelétricas, urânio e outras;
  • Terceira Revolução Industrial: desenvolvimento da eletrônica e o surgimento da informática;
  • Quarta Revolução Industrial ou Indústria 4.0: sistema físico cibernético, execução de tarefas instantâneas e hiper conectividade.

É na Indústria 4.0 que o conceito de gestão de manufatura surge: quando a produção industrial fica altamente automatizada, projetada para criar, adaptar e reagir com rapidez a todas as modificações necessárias.

A gestão de manufatura nada mais é do que um processo de controle efetivo da fabricação de produtos vendáveis, seja em série (larga escala) ou sob encomenda (conforme demanda). É por meio da gestão de manufatura que é possível identificar erros e desperdício e, consequentemente, fazer adaptações e melhorias nos recursos disponíveis.

O processo de gestão industrial é muitas vezes complexo, já que reúne muitos métodos e sistemas. Para que o produto chegue ao consumidor final, por exemplo, são necessários muitos elementos, como: matéria-prima, máquinas e processos ágeis, parque industrial seguro, colaboradores bem treinados, entre outros fatores.

A otimização desses processos por meio da tecnologia contribui para que o faturamento da indústria aumente. Além disso, reduz custos, aumenta a competitividade, melhora a qualidade dos produtos e muito mais. Confira como fazer uma gestão de manufatura mais eficiente.

Como fazer uma gestão de manufatura mais eficiente?

Os avanços tecnológicos impulsionaram de forma muito rápida a produção industrial. E a Internet das Coisas se tornou uma grande ferramenta que possibilita a gestão de manufatura, com integração de processos e flexibilidade nas técnicas de produção.

Portanto, não se pode falar em gestão de manufatura sem enfatizarmos o alto poder da Internet das Coisas. Ela permite a conexão das máquinas, proporcionando um modelo de fábrica inteligente

Os diversos tipos de aplicação da Internet das Coisas podem ser facilmente controlados por um sistema integrado de gestão empresarial (ERP). E é essa a estratégia mais adequada para indústrias e empresas que desejam aumentar a produtividade e, consequentemente, a receita. 

Por meio de um ERP focado em gestão de manufatura, é possível ter o controle de toda a produção. Desde a compra, o consumo e a reposição de matéria-prima até o planejamento de compras automaticamente e muito mais.

Quais são os benefícios de ter um ERP na gestão de manufatura?

O ERP permite o planejamento e a gestão completa de todas as etapas dos processos produtivos, evitando eventuais erros e, consequentemente, atrasos na produção. Portanto, é um grande aliado das indústrias na gestão de manufatura.

Saiba agora quais são os principais benefícios de ter um ERP na gestão de manufatura: 

1. Eliminar prejuízos e minimizar falhas 

Ao ser implantado em uma indústria, o sistema ERP ajuda a reduzir desperdícios de matéria-prima e diminuir falhas.

Isso acontece porque o sistema permite que gestores possam acompanhar de perto a eficiência das máquinas e a produtividade dos colaboradores.

Assim, é possível prever manutenções e custos desnecessários e prevenir erros humanos

2. Aumentar a produtividade e a eficiência 

O sistema de gestão de manufatura do ERP permite que gestores encontrem com mais facilidade os gargalos de produção e execução, podendo criar estratégias para evitar problemas em qualquer etapa da produção industrial.

Também fica mais fácil planejar formas de aumentar a produtividade e aprimorar a eficiência da produção, já que o ERP permite que os processos internos de operação da indústria sejam conectados.

3. Melhorar a qualidade dos produtos e prever demandas 

Com um ERP, é possível encontrar e corrigir defeitos de produtos e problemas nos processos, aumentando a qualidade.

A partir disso, a satisfação dos clientes cresce e, consequentemente, aumentam as vendas e os lucros da empresa.

É possível também otimizar as funções de programação de produção, a previsão das demandas, assim como o reabastecimento do estoque.

4. Reduzir custos de produção 

Um sistema de gestão de manufatura ajuda na identificação de gastos desnecessários e perdas no processo produtivo.

Além disso, o ERP permite a redução nas despesas de administração com negociações e vendas e um controle preciso de estoque, matéria-prima, entre outros.

5. Ter maior controle geral da produção

O ERP é capaz de gerar um alto fluxo de informações, o que simplifica coleta de dados e elaboração de análises em um único lugar.

Outro benefício proporcionado pelo ERP é que ele integra os setores estratégico, operacional e gerencial da indústria, o que permite também melhor gerenciamento das ações dos funcionários.

Sendo assim, cada colaborador que acessa o sistema deve utilizar um login e uma senha, tornando possível a identificação de quem fez alguma alteração de qualquer natureza.

Como funciona a gestão de manufatura no ERP Sankhya? 

No ERP Sankhya, é possível visualizar com clareza o que e quanto produzir, assim como com o que produzir, quando e onde a produção deve acontecer

As informações ficam disponibilizadas por meio de categorias de demandas, que podem ser por projeção de giro, pedidos firmes e metas. Ou ainda personalizadas com uma fórmula específica no sistema para a indústria analisar conforme a demanda. Dessa forma, é possível saber quais produtos produzir e qual a quantidade necessária de cada um. 

Também é possível fazer a gestão de recursos para a produção. Para isso, são aplicados os conceitos de MRP ou planejamento das necessidades de materiais. Verifica-se a estrutura do produto, ou seja, quais são e quantas são as matérias-primas necessárias para a produção de cada item. 

Dessa forma, é possível analisar e gerar a necessidade de compra, garantindo que haja matéria-prima suficiente para atender a demanda produtiva.

Para o controle de onde e quando a produção deve acontecer, o ERP Sankhya usa os conceitos de MRP II ou planejamento dos recursos de produção. Esses conceitos permitem que sejam feitas programações conforme o uso dos recursos disponíveis na indústria.

A programação está ligada aos centros de trabalhos disponíveis para serem utilizados na produção ao longo de um período de dias, semanas ou meses. A partir da programação, o ERP Sankhya gera automaticamente as ordens de produção submetidas ao controle de qualidade.

Além disso, as OPs são submetidas ao fluxo de etapas do processo produtivo, com cada etapa configurada com tempo de execução, apontamentos e controle de qualidade. Por fim, é possível visualizar as categorias de custos que compõem a produção, sejam diretos ou indiretos. 

Além disso, o ERP Sankhya possui BI de forma nativa, o que possibilita extrair e acompanhar qualquer informação, fazendo análises por meio de dashboards.

Veja como funciona na prática a gestão de manufatura no ERP Sankhya.

Fale com um consultor Sankhya

O ERP Sankhya vai muito além de garantir padronização dos processos e facilitar a tomada de decisão da organização. O sistema de gestão de manufatura aumenta a eficiência operacional, eleva a rentabilidade e a produtividade e diminui consideravelmente erros e problemas

É importante que as indústrias se antecipem a tendências e direcionamentos de mercado. A manufatura avançada já é uma realidade mundial e melhorias nos processos da empresa devem ser encaradas como investimento.

Soluções como o ERP Sankhya impulsionam os ganhos de produção e possibilitam uma gestão de manufatura bem planejada, levando ao sucesso do negócio.

Fale com um consultor e saiba como o ERP Sankhya pode melhorar a gestão de manufatura da sua indústria.

Sobre o autor
Redatora Sankhya

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.