Pular para conteúdo

Prazo médio de estocagem: aprenda a calcular

Aprenda a calcular o prazo médio de estocagem e entenda melhor a importância deste indicador para a sua empresa!...

prazo-medio-de-estocagem

Na hora de gerenciar uma empresa, são muitas as métricas e indicadores aos quais os gestores precisam se atentar. E um muito importante é o prazo médio de estocagem, ou PME.

Está sem tempo de ler este conteúdo sobre prazo médio de estocagem? Ouça no player abaixo:

O prazo médio de estocagem corresponde ao tempo que determinados produtos ficam armazenados no estoque. Ao analisar essa questão, o empreendedor terá uma noção mais ampla dos custos associados e ficará mais fácil tomar decisões eficazes em relação a sua gestão de estoque e operação logística.

Quer entender melhor o que é e como calcular o prazo médio de estocagem? Continue a leitura!

O que é o prazo médio de estocagem (PME)?

O Prazo Médio de Estocagem é um indicador que mostra o tempo de armazenagem dos produtos no estoque e visa monitorar, de maneira mais eficaz, os materiais para venda. O índice determina o tempo médio que um produto fica parado no estoque, desde a entrada no inventário até a venda.

De um modo geral, podemos entender que o PME revela, em dias, o tempo que determinada empresa leva para conseguir comercializar os itens que estão no seu estoque.

Qual a importância do PME?

Gerenciar o estoque corretamente é essencial para qualquer empresa. Quanto mais informações o gestor tem sobre que produtos são viáveis econômica e financeiramente para a venda, melhor poderá se planejar. Além disso, acompanhar o PME ajuda a verificar o andamento das operações logísticas.

Com os dados do indicador, é possível identificar desperdícios e melhorar os investimentos e esforços, evitando o excesso ou a escassez de produtos. Muitas empresas têm no estoque uma das suas operações mais dispendiosas, principalmente quando a reposição é periódica.

Por isso, acompanhar adequadamente o momento certo de comprar novos itens ajuda a reduzir os desperdícios e perdas e, claro, a não ficar sem produtos no momento em que os clientes desejam comprá-los.

As empresas que acompanham periodicamente esse índice conseguem encontrar problemas de forma antecipada, reduzem o desperdício e ainda se tornam mais competitivas.

Dependendo do setor em que a empresa atua, esse índice é ainda mais importante, como aquelas que trabalham com produtos perecíveis. Nesses casos, se as vendas caem um pouco da média, é possível notar um impacto grande no faturamento, pois o tempo máximo que os produtos podem ficar estocados é bem pequeno.

Se um produto passa do prazo de validade, o gestor perde dinheiro, porque não poderá vender mais aquele item e contabilizará prejuízo.

Além disso, é preciso considerar que também existem custos relacionados à armazenagem e à logística. Assim, quanto mais tempo os produtos ficam estocados, mais custos agregados eles possuem, refletindo diretamente no lucro da empresa.

Como calcular o prazo médio de estocagem?

Para calcular o prazo médio de estocagem, é preciso, primeiro, levantar o custo das mercadorias vendidas e o estoque médio.

O estoque médio é obtido pela soma do estoque inicial com o estoque final – e o resultado é dividido por dois. O somatório deve ser avaliado conforme um período predeterminado de tempo, escolhido pelo gestor.

Já o custo da mercadoria é o valor correspondente dos produtos comercializados durante o período de tempo analisado, ou seja, é o valor de venda de cada item do estoque.

De uma forma geral, o prazo é calculado em dias. Assim, um valor alto de PME representa mais dias em que os produtos ficaram armazenados no estoque e um valor mais baixo indica produtos com alta rotatividade.

Um cenário ideal seria aquele em que os produtos permanecem um tempo mínimo estocados. Isso depende muito do tipo de produto comercializado. De uma forma geral, contudo, espera-se que o tempo máximo de armazenamento não ultrapasse 1 ano.

Fórmula do PME

A fórmula para o cálculo do prazo médio de estocagem é:

PME = (estoque médio / custo das mercadorias vendidas) x 360

Vamos supor que a empresa X tenha armazenado 1 mil unidades de determinado produto no ano de 2018 e 3 mil unidades em 2019. O custo das mercadorias vendidas foi de 300 mil reais.

Nesse caso, precisamos começar, primeiro, calculando o estoque médio, que seria:

Estoque médio = 1000 + 3000 / 2 = 2000

A partir daí, poderíamos aplicar a fórmula do PME:

PME = (2000 / 300.000) x 360

PME= 2,4

Isso significa que, para essa empresa fictícia, o prazo médio de armazenamento, no período analisado, foi de 2,4 dias. Dependendo do tipo de produto comercializado, esse é um prazo bem interessante, por exemplo no caso de bens duráveis, como eletroeletrônicos ou eletrodomésticos.

Mas se a empresa comercializa produtos alimentares e perecíveis, como no caso de uma padaria, esse tempo poderia ser muito alto e comprometer a qualidade e o faturamento da empresa.

ERP e PME: como se relacionam?

Já deu para notar que acompanhar o PME é extremamente importante para uma gestão mais eficaz, não é mesmo? Mas com tantos índices, nem sempre é fácil para o gestor analisar todos esses pontos.

Um bom ERP é capaz de auxiliar bastante nesse processo, principalmente automatizando a gestão do seu estoque. Afinal, esses softwares conseguem integrar o frente de caixa com o estoque. Assim, cada vez que um produto é comercializado nos seus pontos de vendas, automaticamente a tecnologia dá baixa no item.

O resultado é um controle muito mais eficaz e confiável do que a tradicional gestão manual, que consome tempo dos colaboradores e pode não ser tão eficaz e fidedigna.

Quanto mais o inventário do seu estoque é confiável, mais fácil é calcular o prazo médio de estocagem e outros índices, garantindo que você terá em mãos dados reais sobre a sua empresa. Isso significa uma tomada de decisão mais acertada e que realmente traga benefícios ao negócio.

Além disso, um bom ERP poderá lhe gerar relatórios sobre outros pontos da sua empresa, ajudando a ter uma visão mais ampla e sistêmica do negócio e aumentando a competitividade.

Neste conteúdo, você aprendeu que o prazo médio de estocagem calcula, em dias, o tempo que uma empresa leva para vender seus produtos. Esse dado é extremamente importante, pois ajuda o gestor a gerenciar melhor seu estoque, evitando perdas e prejuízos.

Gostou dessas dicas? Acesse o nosso site e saiba como a Sankhya pode ajudar a sua empresa a ter resultados ainda melhores!

Sobre o autor
Redator Sankhya

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.