Pular para conteúdo

Softwares ERP: por quê usá-los na sua empresa?

Os softwares ERP estão cada vez mais presentes no dia a dia das empresas – apesar disso, alguns gestores ainda...

Softwares ERP representado em um desenho.

Os softwares ERP estão cada vez mais presentes no dia a dia das empresas – apesar disso, alguns gestores ainda têm dúvidas se essa é realmente uma solução válida, especialmente considerando as particularidades do seu mercado ou negócio.

Para entender as vantagens que a tecnologia é capaz de trazer a gestão da sua empresa, é preciso, primeiro, compreender melhor o que é um software ERP e como escolher o ideal para sua realidade. Quer saber mais? Siga conosco!

O que é software ERP?

Um ERP é um software integrado de gestão empresarial. Ele funciona por módulos e permite o gestor controlar todas as informações da sua empresa, integrando dados, recursos e processos de áreas distintas, como finanças, vendas, contabilidade, estoque, compras, logística, produção etc.

Ele funciona como um grande banco de dados centralizado, reunindo informações de todos os processos da empresa, e, assim, simplificando os processos e permitindo a automação de determinadas tarefas, além de facilitar a comunicação entre os setores.

Como o software de gestão ERP atua nas empresas?

O ERP atua auxiliando a administração e o gerenciamento de diferentes pontos do negócio e, inclusive, dos seus processos.

Ele possui diferentes módulos referente aos setores da sua empresa ou as áreas estratégicas que precisam ser continuamente monitoradas. Assim, o software auxilia o gestor a administrar melhor as contas a pagar e a receber, monitorar as vendas e acompanhar os pedidos de compra.

Além disso, a ferramenta pode ser usada para o gerenciamento de recursos humanos, por meio da oferta de informações sobre a produtividade dos seus times, por exemplo, o controle do estoque e até a integração de setores.

Uma possibilidade é integrar estoque, vendas e compras. Assim, cada vez que uma venda é realizada, automaticamente o software dá baixa no produto no seu estoque. Quando o nível desse item ficar baixo o suficiente, o próprio ERP avisa a necessidade de compra – tornando esse setor ainda mais eficiente.

O gestor também consegue emitir relatórios precisos, cruzando os dados de diferentes setores e módulos e, com isso, ter uma visão mais detalhada e precisa do seu negócio. Esses dados ajudam bastante na tomada de decisão, por exemplo, auxiliando a entender quais setores estão gastando demais, onde é preciso realizar corte de gastos, como reduzir o desperdício, quais os hábitos de consumo dos clientes e assim por diante.

Como definir se preciso de um e qual o melhor entre os diferentes softwares ERP?

Existem diferentes softwares ERP no mercado – e muitos são voltados exclusivamente para as necessidades de empresas de determinado setor ou porte. Por isso, é fácil encontrar opções adequadas às suas necessidades.

Há alguns sinais, contudo, que demonstram estar na hora de investir nesta tecnologia, como:

·         uso de vários softwares diferentes para gerenciar os departamentos, o que faz com que as informações não sejam integradas e ainda ocorrendo grandes chances de perda de dados;

·         dificuldade de acesso às informações do seu negócio, como não ter noção exata da lucratividade por produto, o custo por produto, o volume do estoque, entre outros pontos. A tecnologia ajuda o gestor a ter informações mais precisas e detalhadas da sua empresa, essencial para a tomada de decisão estratégica;

·         contabilidade complicada e demorada, com diversos processos ainda realizados à mão, como lançamento manual de notas fiscais, relatórios e planilhas financeiras que demoram para ser consolidadas etc.;

·         dificuldades na hora de gerenciar o estoque, com produtos faltando ou parados;

·         vários erros e falhas operacionais ocorrem na empresa, levando a perda de produtividade e de dinheiro;

·         excesso de processos manuais e burocráticos;

·         dificuldade com o controle fiscal (pode ser que a empresa já tenha sofrido autuações e sanções);

·         perda de produtividade das equipes.

Todos esses são sinais de alerta que indicam estar na hora de investir em tecnologia. Mas é claro que isso não significa qualquer solução. Um bom ERP é aquele adequado ao seu mercado, de acordo com o porte da sua empresa, que seja fácil de usar e de implantar, que consiga acompanhar o crescimento do seu negócio e que faça sentido no dia a dia da sua empresa, ajudando a resolver os principais gargalos.

Por isso, antes de escolher o software de ERP, considere: os problemas que a sua empresa precisa resolver, as características do seu negócio e do seu setor, o nível de familiaridade dos seus funcionários com novas tecnologias, as soluções oferecidas pelo ERP, os módulos presentes e a possibilidade de crescimento da solução.

Quais os benefícios dos softwares ERP?

Colaboradora empresarial sorrindo ao usar softwares ERP.
O software ERP permite integrar diversas áreas da empresa, facilitando a gestão empresarial

Depois de ler os tópicos anteriores, você já deve ter notado os inúmeros benefícios dos softwares ERP, não é? Sintetizamos todos eles neste tópico. Confira:

·         automação de processos, fazendo com que as pessoas consigam executar mais tarefas em menos tempo e com mais qualidade;

·         mais agilidade na tomada de decisão, uma vez que o gestor terá em mãos uma série de dados e informações precisas e atualizadas sobre os diferentes setores do seu negócio e sobre a empresa como um todo, ajudando a guiar as decisões e trazendo melhores resultados, aumentando a competitividade da empresa;

·         redução dos custos operacionais, pois o ERP é capaz de realizar os cálculos de custos da operação no exato momento em que eles ocorrem e emite relatórios de discrepância de custo, além de ajudar o gestor a verificar quais setores ou processos têm custos muito altos e também a otimizar a sua mão-de-obra, graças a automação de processos;

·         aumento das vendas, porque o gestor consegue extrair informações importantes sobre os hábitos de consumo dos seus clientes, oferecendo uma experiência ainda mais adequada a essas pessoas, além de o sistema conseguir indicar quais são os clientes mais frequentes, os que fazem tempo que não realizam uma compra, o ticket médio e assim por diante;

·         aumento da competitividade, afinal a empresa trabalhará com custos reduzidos, terá maior produtividade e o gestor conseguirá tomar decisões mais embasadas, que favoreçam o crescimento do negócio;

·         análise de rentabilidade, já que com um ERP o gestor consegue identificar os produtos mais rentáveis, os clientes com maiores margens, os vendedores com melhor desempenho e assim por diante;

·         gestão financeira acertada, uma vez que todos os dados financeiros ficam organizados e podem ser gerados relatórios precisos, auxiliando, por exemplo, na criação de um fluxo de caixa projetado, permitindo o gestor se antecipar e se planejar melhor para diferentes cenários.

Neste conteúdo, você viu que os softwares ERP são capazes de trazerem uma série de benefícios às empresas – e que existem soluções diferentes para todos os tipos de demandas e setores, do agronegócio à indústria. Gostou deste post? Assine nossa newsletter e receba os conteúdos e dicas do blog no seu e-mail!

Sobre o autor
Redator Sankhya

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.