Pular para conteúdo

Gestão de estoque: você está fazendo do jeito certo?

Hoje, a gestão de estoque é muito mais complexa do que já foi há alguns anos. Será que você realmente...

gestão de estoque

Será que você realmente conhece o seu estoque? Se você não tem um ERP na sua empresa, eu apostaria que não. Hoje, a gestão de estoque é muito mais complexa do que já foi há alguns anos. Por isso, fica impossível pensar em organizar essa área apenas tendo um controle manual das mercadorias, feito seja em papel ou em uma planilha no computador.

Toda vez que nós visitamos uma empresa e, chegando lá, nos é apresentado um funcionário como sendo “alguém que sabe tudo sobre o estoque”, onde está cada item, qual é a quantidade de cada um etc., já sabemos que certamente a empresa não faz uma gestão de estoque eficiente. Isso porque a forma de gerenciar o estoque mudou muito conforme essa área foi ganhando complexidade. Quer saber mais sobre isso? Então, continue a leitura e fique por dentro.

Entenda o que mudou na forma de fazer gestão de estoque

Antigamente, essa figura de um funcionário que sabia cada detalhe do estoque era até possível. Muitos gestores administravam o estoque a olho, sabendo se estava vendendo muito ou pouco, se tinha ou não que fazer compras etc. Hoje em dia, esse tipo de gestão de estoque acabou.

Por exemplo, antigamente, quando você ia a um pet shop ou a uma empresa de produtos agropecuários para comprar uma ração para cachorro, você tinha ali duas opções: uma marca cara e uma marca barata. Já hoje, quando você vai comprar ração para cachorro, você encontra uma infinidade de opções: para cachorro grande e cachorro pequeno, para filhote, adulto e sênior, para cachorro com determinada doença, com mais ou menos teores de determinado composto, enfim.

O que eu quero dizer com isso? Que hoje o estoque se tornou um aspecto de microgerenciamento. Não diz mais respeito apenas a volume. Não se trata mais apenas de ter ou não ter no estoque. Mas se trata de saber:

  • qual é o produto que tem a maior rentabilidade;
  • qual é o produto que tem o maior giro;
  • qual é o ponto de ruptura de cada produto;
  • qual é a época em que aquele produto precisa estar disponível para o consumidor;
  • qual tipo de consumidor precisa de qual tipo de produto e em que lugar etc.

Ou seja, tornou-se uma ciência impossível de ser administrada por um cérebro humano na velocidade em que a realidade demanda por respostas.

Leia também: O que o seu estoque diz sobre a gestão da sua empresa?

Então, qual é a maneira correta de fazer gestão de estoque hoje?

Hoje, para realmente ter eficiência na gestão de estoque da sua empresa, é preciso que você tenha um ERP fazendo as contas para você do que é mais lucrativo, do que gira mais, do que é preciso comprar, quando, onde e quando precisa estar disponível e para quem. E isso só se faz com um monitoramento contínuo e, sobretudo, com notificações preditivas.

Isso significa que não adianta nada você ter um ERP que te diga que acabou determinado produto ou que te avise que, se você não vender determinado produto, vai dar prejuízo. Você precisa ter um ERP que te diga o momento exato de comprar, porque senão vai faltar ou porque senão você não vai ter para vender para determinado cliente em determinada data.

Leia também: 5 dicas para manter sua gestão de compras e estoque alinhados

Voltando ao nosso exemplo do pet shop, é importante que ele tenha um ERP que forneça informações para que ele possa entrar em contato com o cliente e dizer, por exemplo, que está na época de comprar a ração do cachorro.

O pet shop tem a possibilidade de saber qual é a quantidade de ração que esse cliente compra, com qual periodicidade e até mesmo qual é o sabor da ração que o cachorro prefere. E isso a empresa sabe porque o ERP está prestando atenção ao comportamento do cliente e porque esse ERP tem a condição de lembrar para o vendedor que é hora de ligar para ele porque a ração está acabando.

Do contrário, a empresa corre o risco de a ração acabar e o cliente, em vez de comprar dela, ir para o concorrente. Portanto, o ERP ajuda até nisso, antecipando as ações do cliente para mantê-lo fiel à empresa.

Sendo assim, o microgerenciamento do seu estoque deve ser feito de maneira inteligente por um ERP que te ajude. Esqueça a ideia de que você é capaz de administrar o seu estoque sozinho. Você não é, dada toda essa complexidade que a gestão de estoque ganhou nos últimos anos. Um ERP pode fazer isso por você de maneira muito mais simples, sem demandar tanto esforço da sua equipe.

Veja o vídeo que gravei para o meu canal sobre esse assunto:

Isso já aconteceu com você? Você já passou por alguma experiência de se perder no controle de estoque? Conte aqui pra gente nos comentários.

Sobre o autor
Mestre do ERP

Com mais de 30 anos de experiência em ERP, Marco Antônio Salvo possui experiência na área de serviços, desenvolvimento e software. Atualmente atua na área de desenvolvimento de novos negócios e soluções na Sankhya Gestão de Negócios, e tem o maior canal sobre ERP do Brasil, o Mestre do ERP.

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.