Pular para conteúdo

Módulos ERP: entenda o que são e para que servem

Os softwares de gestão, no estilo ERP, fazem parte do dia a dia de muitas empresas. Para entender as vantagens...

Reunião empresarial com vários colaboradores representando o uso de módulos ERP.

Os softwares de gestão, no estilo ERP, fazem parte do dia a dia de muitas empresas. Para entender as vantagens que essa tecnologia oferece, sem dúvida, é importante conhecer melhor sobre o seu funcionamento. Por isso, compreender os módulos ERP é essencial.

É graças a essa estrutura modular que o ERP permite gerenciar e integrar todas as áreas de uma empresa, trazendo mais personalização ao software e usabilidade aos gestores. Quer entender melhor? Siga a leitura!

O que é ERP?

Antes de entender o que são módulos ERP, é necessário explicarmos melhor o que é um ERP. A sigla, traduzida para o português, significa sistema integrado de gestão empresarial. Ele é, portanto, um software empresarial capaz de controlar todas as informações de um negócio, integrando dados, recursos e processos de diferentes setores.

O ERP funciona como um banco de dados centralizado para inúmeros processos do negócio, reduzindo o trabalho manual, automatizando tarefas e simplificando os fluxos de trabalho existentes.

Esses sistemas dispõem de interfaces nas quais os usuários conseguem analisar, em tempo real, os dados coletados de toda a empresa, ajudando na tomada de decisão e também a analisar pontos como produtividade e lucratividade.

O que são módulos ERP?

O ERP, como dissemos, é um sistema modular. Isso significa que ele é uma plataforma que trabalha por meio de agrupamentos de funcionalidades. Assim, existem módulos operacionais, táticos e estratégicos. A quantidade e o tipo de módulo dependerá muito do setor e da empresa.

Módulos operacionais e táticos

Os módulos operacionais são os destinados às atividades rotineiras do negócio e são divididos em horizontais e verticais. Os horizontais mais comuns são: compras, contabilidade, contratos, custos, estoque, faturamento e financeiro.

E os verticais, também chamados de táticos, são os concebidos para setores específicos de mercado, considerando, portanto, as particularidades de cada empresa. Alguns exemplos são: gestão agrícola, gestão industrial, atacado, varejo etc.

Módulos estratégicos

Os módulos estratégicos são os desenvolvidos para auxiliar na gestão estratégica, com recursos disponíveis que melhoram a tomada de decisão. Basicamente esses módulos ajudam a gerir a cadeia de suprimentos, melhorar o relacionamento com os clientes, realizar a gestão de risco, auxiliar na extração, processamento, organização e disponibilização de relatórios, gráficos ou indicadores etc.

Dessa forma, os módulos ERP permitem integrar os dados dos diferentes setores da empresa. Embora cada módulo colete dados de um setor (como financeiro, vendas, compras etc.), eles compartilham o mesmo banco de dados. E por meio dos módulos estratégicos, os gestores conseguem cruzar as informações e ter acesso a indicadores e relatórios precisos, tendo uma visão mais abrangente do negócio.

É graças aos módulos que os setores de uma empresa conseguem “conversar” entre si, trocando informações que são necessárias para decisões mais acertadas. Por exemplo, a equipe de compras consegue analisar o desempenho do setor de vendas e a gestão de estoques, para selecionar quais produtos precisam ser comprados, quais têm maior saída e assim por diante.

Quais os principais tipos de módulos ERP?

Reunião entre dois colaboradores discutindo a implementação de módulos ERP.
Com os diversos tipos de módulos ERP, é possível obter uma ferramenta totalmente voltada e adaptada para o seu negócio.

É importante destacar que alguns ERPs permitem a personalização dos módulos, enquanto outros já são criados pensando exclusivamente nas necessidades de um determinado setor. Assim, os módulos usados são os mais comuns em termos das necessidades das empresas que atuam nessa área.

De forma geral, alguns dos módulos ERP presentes são os que citamos abaixo.

Comercial

Módulo com diversas funcionalidades que auxilia na gestão da equipe comercial e potencializa as vendas. É possível, por exemplo, conhecer a performance em vendas por região e assim melhorar o desempenho dos vendedores.

Algumas funcionalidades que podem estar presentes são: gestão de compras e estoque, CRM, workflow, cotação eletrônica, comércio exterior e e-commerce.

Financeiro

Permite controle preciso do fluxo financeiro do negócio, facilitando para o gestor na hora de encontrar os gargalos que fazem a empresa perder dinheiro. É um aliado importante para a redução de gastos e para a ampliação da lucratividade.

Exemplos de funcionalidades interessantes nesse módulo são: fluxo de caixa e DRE completos, margem de contribuição, ciclo financeiro e ciclo operacional, controle de inadimplência, EDIs, ponto de equilíbrio etc.

Contábil

Torna mais fácil ao gestor controlar a contabilidade por meio de diferentes dashboards, automatizando e agilizando essa área, além de garantir segurança em relação às obrigações fiscais da empresa, maior controle e eficiência.

Algumas boas funcionalidades são: escrituração fiscal integrada com a Receita estadual e federal, SPED fiscal e contábil, NF-e/ SAT, NFC-e / NFS-e, CT-e, eSocial, Bloco K e controle patrimonial.

Gestão de Pessoas

Ajuda a gerir melhor os colaboradores, cumprindo todos os aspectos legais e ainda dispondo de relatórios e indicativos de performance, permitindo entender quais as necessidades em termos de treinamentos, cursos e orientações para potencializar os resultados das equipes.

As funcionalidades que podem estar presentes são: gestão da folha de pagamento, automação do ponto eletrônico, recrutamento e seleção, banco de currículos, gestão de competência, gerenciamento por indicadores etc.

Business Intelligence (BI) e Inteligência Artificial

Alguns ERP são equipados com inteligência artificial e BI, o que permite ao gestor ter acesso a relatórios e indicadores ainda mais precisos, simplificando a gestão e dando mais segurança à tomada de decisão.

Dessa forma, com poucos cliques, você consegue comparar indicadores, cruzar dados de diferentes setores, comparar resultados e extrair muito mais informações do seu ERP, transformando o software em um verdadeiro parceiro de negócio, usando-o de maneira muito mais estratégica e trazendo vantagem competitiva.

Dependendo do seu setor e do tipo de ERP, ainda podem existir outros módulos ERP presentes como: controle de contratos, gestão de projetos, CRM, gestão de vendas, gestão de compras e estoque, WMS, logística, gestão da produção, gestão agrícola, gestão agropecuária etc.

Neste conteúdo, você viu que os módulos ERP são fundamentais para tornarem o software mais preciso. Cada módulo corresponde a um setor da sua empresa e, embora eles sejam alimentados separadamente, compartilham um banco de dados comum, o que permite ao gestor cruzar e sobrepor informações e dados, tendo uma visão mais completa do seu negócio.

Gostou deste conteúdo? Já sabe tudo sobre módulos ERP? Assine nossa newsletter e receba as novidades do blog direto no seu e-mail!

Sobre o autor
Redator Sankhya

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.