Pular para conteúdo

Principais características do ERP

A tecnologia aplicada à gestão organizacional avançou consideravelmente nos últimos anos. Hoje, é possível acompanhar tudo o que acontece em...

características do erp

A tecnologia aplicada à gestão organizacional avançou consideravelmente nos últimos anos. Hoje, é possível acompanhar tudo o que acontece em uma empresa em tempo real, pela tela do celular, tablet ou computador. Gestores tomam decisões baseadas em dados assertivos.

Atualmente, o ERP é o sistema integrado de gestão mais utilizados no mercado, devido a características como confiabilidade, flexibilidade, versatilidade e mobilidade.

Nesse artigo, vamos apresentar de forma detalhada o que é, quais os benefícios e as principais características do ERP.

Sem tempo para ler este conteúdo? Você pode ouvi-lo no player abaixo:

O que é ERP e como ele ajuda sua empresa

A sigla ERP significa Enterprise Resource Planning (em português, Planejamento de Recursos Empresariais). É um software de gestão, organizado  em módulos ou aplicações, que integra todas as atividades de uma empresa para facilitar o gerenciamento do negócio. Ele processa as informações, organiza o fluxo de processos, armazena dados, interpreta as movimentações e gera relatórios com indicadores de desempenho do negócio, englobando todos processos organizacionais.

Entre as diversas funcionalidades, o ERP oferece recursos para tratar desde os aspectos mais operacionais até o que existe de mais estratégico: o nível de estoque, as movimentações de compras, o faturamento das vendas, as operações logísticas, o fluxo financeiro, a gestão dos recursos humanos, o controle da produção, a execução do planejamento orçamentário, a escrituração fiscal, os demonstrativos contábeis, as declarações eletrônicas obrigatórias aos órgãos governamentais, o acompanhamento das metas estabelecidas, as interações com os clientes, fornecedores e mais uma série de atividades, conforme as especificidades de cada negócio.

Para entender melhor esse conceito, visite o canal Mestre do ERP, da Sankhya, onde você encontrará muito conteúdo sobre esse tema. 

Como funciona o ERP

Em qualquer negócios, existem processos que funcionam de maneira integrada. Para que uma venda possa ser feita, por exemplo, são necessários vários processos, como exposição do produto, negociação, emissão de nota, pagamento, entrega, pós venda, etc. Esses processos  são mapeados para serem reproduzidos no ambiente tecnológico do ERP. É como se toda a sua organização fosse espelhada em uma plataforma, onde determinadas tarefas são automatizadas e tudo o que acontece no dia a dia é registrado. 

Assim como uma empresa é organizada em departamentos, o ERP possui módulos, onde os processos são integrados. Alguns exemplos: estoque, comercial, gestão de pessoas, operacional, faturamento, contábil, entre outros. Na medida em que as informações são lançadas no sistema pelos colaboradores ou por softwares integrados, elas ativam outros processos de maneira automática, o que facilita o dia a dia das pessoas. Alguns exemplos:

  • Na indústria, quando determinados componentes saem do estoque e seguem para a linha de produção, o ERP controla o nível de disponibilidade e emite avisos, de acordo com a parametrização adotada, sobre a necessidade de novas compras;
  • No comércio, quando vendas são parceladas via cartão de crédito, o ERP envia essa informação para que se possa controlar fluxo de caixa mensal;
  • Em uma empresa de serviços, os prazos podem ser acompanhados para que se possa antecipar alguma necessidade de negociação ou revisão contratual. 

Características do ERP e benefícios

Quanto mais integrados e automatizados os processos, mais os gestores conseguem obter uma visão completa do negócio. Os processos corporativos funcionam como uma espécie de teia, onde uma tarefa se conecta a outras e geram-se informações. São características do ERP:

Controle do processo: tudo o que acontece na empresa pode ser acompanhado em tempo real, de maneira automatizada. São gerados relatórios que permitem saber o que está dentro do previsto e o que está errado. Oferece ferramentas de controle, na medida em que as transações são lançadas e geram relatórios em tempo real;

Gerência e planejamento: com a empesa na palma da mão, gestores tem mais tempo para pensar na estratégia, tomar decisões e planejar o futuro da organização. Ele também gera relatórios preditivos, aponta cenários e orienta possíveis caminhos estratégicos, de acordo com análises internas e externas;

Versatilidade: o ERP organiza os processos da empresa de acordo com a realidade de cada uma. Quanto mais flexível a solução, melhor ela se adapta a diferentes negócios e contribui para que tudo possa ser gerenciado com a maior eficiência.

Melhoria na gestão: fornecedores de ERP, como a Sankhya, trabalham constantemente para aperfeiçoar a inteligência de seus sistemas, a fim de gerar mais valor. As plataformas oferecem informações sobre as melhores práticas, o cenário de diferentes segmentos econômicos e dados de inteligência de mercado. O uso do ERP contribui para a empresa amplie sua maturidade de gerenciamento de informações e tomada de decisões.

Mobilidade: o acesso aos dados do ERP pode ser feito remotamente. A empresa cria seus relatórios de gestão e faz seu acompanhamento em tempo real. As áreas de Inteligência de Negócios  estabelecem quais indicadores serão medidos e acompanhados e qualquer alteração pode gerar alarmes e indicar a necessidade de ações imediatas a serem tomadas.

Inteligência artificial: o ERP da Sankhya já conta com Inteligência Artificial para facilitar análises e orientar a tomada de decisões. 

Para implantar um ERP

Existem três variáveis importantes para que o ERP traga os resultados que as organizações esperam. O primeiro, é a clareza dos processos organizacionais. A empresa tem que identificar, mapear e descrever com clareza seus processos, que serão espelhados nos módulos do sistema.

Depois, vem as pessoas, que são fundamentais no dia a dia da operação. O bom funcionamento do ERP depende da inserção correta das informações e da utilização que se faz delas. O engajamento da equipe garante que os benefícios sejam sentidos pela organização. 

No vídeo abaixo, o Mestre do ERP fala sobre as principais pessoas que você precisa na implantação do ERP:

Por fim, a automatização vai garantir que tudo estará integrado em uma única base de dados, de acordo com o fluxo definido. O gestor encontra no ERP um retrato de sua organização em diferentes tempos: o que já aconteceu, o que acontece agora e o que pode acontecer, a partir da análise dos dados e tendências. 

Em tempos de incertezas e rápidas transformações, esse é um investimento que pode trazer grandes resultados para o seu negócio. Aqui na Sankhya, estamos prontos para ajudar a sua empresa a iniciar essa jornada rumo a uma gestão cada vez mais profissional. Conte com nossos consultores.

Sobre o autor
Marcos Santa Cecília

Formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Uberlândia-MG, possui vasta experiência na área comercial, é instrutor de treinamento comercial e mais de 13 anos atuando na Sankhya como Consultor e Especialista em Gestão.

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.