Pular para conteúdo

Entenda o que é cadeia de frio ou cold chain

Ter uma logística de distribuição, armazenamento e transporte que seja eficiente é fundamental para empresas que trabalham de alguma forma...

cold chain

Ter uma logística de distribuição, armazenamento e transporte que seja eficiente é fundamental para empresas que trabalham de alguma forma com a refrigeração de produtos. A cadeia de frio ou cold chain é essencial para manter o controle adequado da temperatura desses itens.

A empresa precisa garantir o controle dessas mercadorias até o momento da entrega para que não ocorram alterações nas propriedades nem risco de perdê-las. Por isso, trabalhar a qualidade nos processos é um fator estratégico fundamental para que esses itens cheguem ao cliente com qualidade e preservados.

Neste artigo, explicamos o conceito de cold chain ou cadeia de frio, qual é a importância desse conceito para as empresas, os principais desafios de uma organização que depende dessa logística e como tornar todo esse processo mais eficiente. Confira!

O que é cold chain?

O conceito de cold chain ou cadeia de frio é toda a logística (distribuição, armazenamento e transporte) que envolve os produtos chamados de termolábeis, que necessitam estar em temperaturas controladas por serem sensíveis.

O cold chain garante qualidade e segurança de mercadorias que exigem um controle de temperatura até a chegada ao cliente final. É um planejamento de estocagem e distribuição preciso, através de equipamentos e métodos específicos que devem preservar a umidade exata dos itens.

São inúmeros os insumos que precisam de um bom planejamento e logística da empresa, além de estarem adequados às regras dos órgãos de regulamentação, como, por exemplo, alimentos, bebidas, medicamentos, entre outros.

Um gerenciamento de cadeia de frio de qualidade visa:

  • O armazenamento e o manuseio adequados em todas as etapas;
  • Manter a segurança e a integridade em todos os processos;
  • Ter um relatório documentado com todo o controle de temperatura até o transporte;
  • Aplicar a Gestão de Riscos de Qualidade para evitar falhas e problemas.

O produto termolábil precisa se manter em um ambiente refrigerado, com a temperatura controlada de acordo com os graus estabelecidos, e monitorado a todo momento. Esse monitoramento em algumas empresas é feito de forma manual, através de anotações e acaba não sendo seguro o bastante.

Os requisitos para o controle de temperatura, tanto no período de armazenamento quanto no transporte, podem variar de acordo com o tipo de produto. Alguns devem estar abaixo de 0 grau, por exemplo, enquanto outros apenas em temperatura ambiente.

Em resumo, empresas que precisam do cold chain devem manter um planejamento de alta qualidade para que essa logística tenha resultados  positivos em todos os processos até chegar à etapa final: o armazenamento no cliente.

Qual é a importância do cold chain?

A temperatura é o fator mais importante para que os produtos termolábeis mantenham sua qualidade e vida útil. A cadeia de frio ou cold chain entra como um importante aliado em todos os processos através de uma logística eficiente, de acordo com a necessidade de cada insumo.

Com as ações adequadas, o cold chain garante que todas as etapas, que vão desde a produção e/ou o recebimento do produto até a entrega e o armazenamento no cliente final, sejam concluídas atendendo a todos os requisitos.

Listamos alguns processos importantes que estão presentes em uma cadeia de frio:

  • Adequação às regras impostas pelos órgãos regulamentadores (existem regras distintas de acordo com o segmento trabalhado);
  • Rastreamento dos produtos em todos os trajetos;
  • Mapeamento e monitoramento da temperatura;
  • Qualificação dos veículos que fazem o transporte;
  • Uso de tecnologia certificada para garantir que os sistemas sejam invioláveis;
  • Equipamentos de alta qualidade e precisão (geladeira, freezer, câmara, entre outros);
  • Avaliação dos itens no momento do recebimento;
  • Embalagens específicas para a necessidade de cada item termolábil.

Segundo Heidmann et al. (2013), o transporte em veículos refrigerados, tanto urbano como interurbano, pode constituir um ponto crítico na depreciação da qualidade do produto, tendo em vista as variações de temperatura durante as operações de carregamento e descarga, ou mesmo durante todo o processo de transporte.

Por isso, é importante ter uma logística dinâmica e eficaz nas operações, através de tecnologias que ajudem no monitoramento das mercadorias em tempo real e garantam a qualidade com probabilidade mínima de falhas ou problemas ao longo de todo o processo.

Quais são os principais desafios relacionados ao cold chain?

É preciso manter os critérios e as normas exigidas para a logística dos produtos termolábeis. Todos os envolvidos em cada etapa dos processos da cadeia de frio devem manter a atenção e o monitoramento em tempo real até que ele chegue ao destino final.

O artigo “Monitoramento da cadeia do frio: novas tecnologias e recentes avanços“, por exemplo, mostra que o monitoramento de transporte refrigerado de alimentos perecíveis é feito com temperatura 30% acima da estipulada nos trajetos até os centros de distribuição (CD) e com 15% acima do CD até o cliente.

A seguir, reunimos alguns dos desafios que empresas que lidam com o cold chain vivenciam diariamente, tendo em vista que os cuidados são redobrados e o controle em cada etapa das ações deve ser preciso. Afinal, erros e problemas em uma logística de produtos termolábeis podem acarretar em grandes prejuízos.

Produtos danificados

Um dos maiores desafios é evitar que as mercadorias sejam deterioradas. Caso contrário, o impacto no lucro da empresa e as consequências financeiras podem ser grandes. É indispensável o uso da tecnologia em tempo real durante os processos de cold chain, principalmente no momento do transporte.

É preciso garantir a qualidade e a eficiência da cadeia de frio para manter a segurança do produto, que será consumido ou utilizado pelo cliente final, além de preservar a integridade e a reputação da empresa.

Condensação

Pode ocorrer a condensação acumulada em refrigeradores e congeladores que têm processos tanto quentes quanto frios. Com isso, as mercadorias podem ficar úmidas em excesso e impróprias para comercialização, gerando inclusive risco aos consumidores finais. Por isso, é importante a regulação do fluxo de ar e umidade do local.

Excesso de calor

O produto que é exposto em excesso a temperaturas quentes e muito acima do permitido passa a ser um grande problema para a empresa. Deve-se manter esses insumos distantes do excesso de calor para evitar riscos de irregularidades nas temperaturas e, consequentemente, na qualidade. Isso geralmente acontece durante o carregamento e o descarregamento.

Dicas de como tornar uma cadeia de frios mais eficiente

É essencial uma estratégia de logística bem estruturada e planejada para que os processos sejam eficientes e mantenham a qualidade dos produtos. Para que as etapas do cold chain funcionem, é preciso: armazenamento com temperaturas adequadas, transporte estruturado, profissionais qualificados, tecnologia como aliada e procedimentos bem definidos.

Todos os dados e informações provenientes de uma cadeia de frio são importantes e necessários. Por isso, a integração desses elementos ajuda a tornar o processo mais eficiente

Os sistemas tecnológicos geram análises e atividades inteligentes, tornando o cold chain mais dinâmico e com menos chances de erros.

Além da tecnologia, que é o ponto chave de uma cadeia de frio de qualidade, listamos outras dicas importantes a serem seguidas pelas empresas que desejam sucesso nesses processos.

1. Transporte 

O transporte deve ser realizado em ambientes adequados aos produtos de acordo com o segmento, atendendo às normas de regulamentação e com o monitoramento da temperatura em tempo real. A agilidade também é um ponto importante nesse momento.

2. Armazenagem

Durante o processo de armazenagem, o controle da temperatura deve ser constante ao longo de todo o período da estocagem para manter a “saúde” da mercadoria.

3. Profissionais

O treinamento contínuo de todos os profissionais envolvidos nos processos da cadeia de frio é importante para o sucesso das etapas e para seguir os procedimentos-padrão da maneira correta. O entendimento quanto ao uso dos sistemas tecnológicos também é necessário.

4. Recebimento

A partir do momento em que o produto é recebido, seja  no centro de distribuição ou no cliente final, é de extrema importância a checagem e o controle da temperatura até que a mercadoria seja colocada no local específico.

A Sankhya possui uma tecnologia de alta performance e de última geração para atender a empresas de diversos segmentos e facilitar os processos logísticos com agilidade, eficiência e qualidade. Para saber mais, assine nossa newsletter e receba nossos conteúdos.

Sobre o autor
Redatora Sankhya

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.