Gestão de matéria-prima: como fazer e qual sua importância

As matérias-primas são recursos fundamentais para qualquer processo produtivo. A falta de algum item ou o excesso de material são...

Gestão de matéria-prima

As matérias-primas são recursos fundamentais para qualquer processo produtivo. A falta de algum item ou o excesso de material são dois extremos que toda indústria deve evitar e isso só é possível com boas práticas de gestão de matéria-prima

Administrar os materiais é certamente um desafio no dia a dia dos gestores e, quando isso é negligenciado, afeta não apenas a produtividade da indústria, mas também a lucratividade dos negócios.   

A deterioração de materiais por uma armazenagem errada e o desperdício de itens adquiridos em excesso, por exemplo, representam custos altos para a empresa e têm reflexos na quantidade e na qualidade de produtos em estoque, o que impacta também no atendimento ao consumidor final

Como você pode observar, tudo está relacionado e é necessária uma integração entre os diversos departamentos para uma gestão eficiente dos recursos

Se essa é uma preocupação da sua empresa, confira a seguir algumas dicas de como fazer uma boa gestão de matéria-prima e entenda a sua importância para o sucesso dos negócios. Continue conosco!

O que é gestão da matéria-prima?

Primeiro, vamos diferenciar o que é matéria-prima, insumos e material para consumo.

Matéria-prima

É o material, natural ou transformado, usados nas indústrias como base em um processo produtivo de determinado produto acabado.

Insumos

São materiais necessários para fabricar um produto, mas que não fazem parte do produto final, como equipamentos, água – quando utilizada na produção – e a própria matéria-prima.

Material para consumo

É todo item que atende às atividades operacionais ou comerciais, desde que não agregue o produto produzido. Por exemplo: produtos de limpeza, higiene e materiais de escritório. 

Por fazer parte do processo produtivo, a gestão de matéria-prima é considerada uma etapa de suporte à cadeia produtiva. No entanto, as matérias-primas são bens de produção, ou seja, são primordiais para assegurar a manutenção dos processos de produção e a qualidade do produto final

Nesse sentido, a gestão da matéria-prima tem como objetivo garantir o abastecimento, de forma permanente e contínua, dos materiais necessários para a fabricação de uma mercadoria, otimizando seu uso e evitando o desperdício.

Controle de estoque na gestão de matéria-prima

O controle de estoque da matéria-prima é fundamental, principalmente porque há materiais que exigem atenção especial no armazenamento. Por exemplo, materiais que estão sujeitos à deterioração com o tempo ou o ambiente, como os metais, que podem sofrer oxidação, e o papel e cimento, que necessitam de locais com a umidade do ambiente controlada.

Outro cuidado é para evitar o desperdício, tendo controle da estocagem e organização dos materiais perecíveis e com prazos de validade, como os usados na indústria alimentícia ou farmacêutica. Há ainda o risco de a matéria-prima se tornar obsoleta ou ser comprada em excesso, o que gera custos por períodos longos de armazenagem. 

Portanto, é importante ter como apoio as metodologias de estoques e contar com sistemas informatizados de controle de estoque, que automatizam os processos e tornam a gestão mais ágil e segura.

Qual a importância de gerenciar a matéria-prima?

Interromper um processo produtivo por falta de algum material ou acumular itens inutilizados são problemas que preocupam os gestores e podem afetar o lucro dos negócios. Por isso, a importância de se fazer um bom gerenciamento das matérias-primas.

A gestão da matéria-prima permite que a empresa tenha o controle de toda a cadeia produtiva, já que é necessário acompanhar o caminho que um item percorre, desde a emissão de ordens de compras aos fornecedores, até a entrega do produto desenvolvido. 

Logo, é uma gestão integrada com as áreas de compras, qualidade, estoque, vendas e logística para entender o impacto no resultado da empresa. Isso porque gerir os materiais com eficiência possibilita que a companhia obtenha produtos finais com qualidade e seja capaz de atender as demandas dos clientes, além de contribuir com a redução de custos operacionais ao diminuir os desperdícios.  

Como fazer uma gestão eficiente de matérias-primas?

Mas como fazer uma gestão de matéria-prima mais eficiente? A seguir, apresentamos 5 pontos importantes para o sucesso dessa rotina.

1. Estabeleça o fluxo de entrada e saída dos materiais

Como já comentado anteriormente, o controle de estoque faz parte também do gerenciamento das matérias-primas. Aqui é monitorado o processo de entrada, ou seja, o momento em que a matéria-prima chega na empresa; e a saída, quando o material fica disponível para ser utilizado na produção.

Para essas transações, são realizados cadastros dos itens, são definidos o local de armazenagem, os controles e as regras de movimentações, entre outras práticas de rotina de estoque.  

2. Monitore e entenda a linha de produção

Um ponto de partida é conhecer profundamente todas as etapas do processo produtivo. A partir disso, é possível avaliar o que cada uma precisa para funcionar com eficiência, buscar melhorias e identificar os gargalos do processo.  

O monitoramento também aponta indicadores de qualidade e a quantidade de materiais utilizados. Essas informações mostram o que ficará disponível para as vendas e o que se perdeu, e também ajudam no planejamento das compras

3. Planeje ações para momentos críticos 

Toda boa prática de gestão conta com um planejamento de contingência e, no caso da gestão de matérias-primas, é uma forma de se antecipar a problemas de fornecimento ou alguma questão que prejudique o abastecimento.

Um plano de ação para essas situações é ter fornecedores alternativos, bem como estratégias de preços e promoções para alavancar as vendas de outros produtos cuja reposição não foi afetada.  

4. Tenha bons fornecedores

Gerir as matérias-primas também é contar com boas estratégias de compras e ter fornecedores de confiança e uma relação de parceria com eles. Sem isso, a empresa corre o risco de não ter os recursos necessários para entrar em produção.  

A gestão dos fornecedores envolve preço, condições de pagamento e prazo de entrega, mas também está ligada à qualidade dos itens e a um bom relacionamento para negociação de preços e atendimento de urgências.

5. Adote sistemas tecnológicos

Gerir manualmente, com planilhas e anotações espalhadas, deixa os processos mais lentos e suscetíveis a falhas. Em vez de um fluxo contínuo e produtivo, a empresa sofre com erros e retrabalhos devido a dados duplicados ou falta de informações

A utilização de um software para controlar o estoque, por exemplo, contribui para:

  • Gerenciar melhor a compra de matérias-primas, evitando o excesso de materiais armazenados;
  • Catalogar adequadamente os itens para sua identificação;
  • Agilizar a localização do material dentro do estoque.

ERP e gestão de matéria-prima

A adoção de ferramentas mais completas, como um sistema ERP (Enterprise Resource Planning, conhecido, em português, como Sistema Integrado de Gestão Empresarial), possibilita ao gestor obter uma visão ampla e integrada de diversos departamentos de uma indústria, como produção, suprimentos, estoque, vendas, financeiro e contábil. 

O ERP é um aliado para otimizar processos e tornar cada etapa do processo produtivo mais segura, com informações precisas e até mesmo em tempo real. Dessa forma, por exemplo, é possível acompanhar a performance de vendas para fazer projeções de fabricação de novos produtos ou comunicar automaticamente a área de compras quando um material atinge um estoque mínimo.

A solução da Sankhya conta com um módulo direcionado para a gestão de manufatura, a fim de garantir eficiência e, ao mesmo tempo, uma maior eficácia, ou seja, produzir mais, com maior qualidade e menor tempo e custo

Com o ERP Sankhya, o gestor pode roteirizar o processo produtivo de acordo com os parâmetros adequados para sua produção, além de controlar as matérias-primas a partir da data de validade e enxergar os fluxos e as movimentações de estoque de materiais.

Se você procura melhorar a gestão de matéria-prima da sua empresa e ter mais controle e informações sobre o processo produtivo, saiba mais sobre a gestão de manufatura no ERP Sankhya.

Sobre o autor
Redatora Sankhya

Quer receber conteúdos sobre gestão em seu email?

Assine a newsletter para receber nossas novidades.

    Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade
    Conheça o ERP Sankhya na prática

    Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.