Pular para conteúdo

O que é margem de contribuição e como calcular

Margem de contribuição é um indicador financeiro, calculado a partir do quanto resta da receita trazida pela venda após o...

margem de contribuição

Margem de contribuição é um indicador financeiro, calculado a partir do quanto resta da receita trazida pela venda após o pagamento de despesas variáveis e poderá ser usado para obter lucro após o pagamento dos custos fixos. 

A margem de contribuição retorna um dado que pode ser usado para análises e melhorias na produtividade de qualquer organização.

Entender melhor e aplicar eficientemente este indicador pode impactar diretamente nos seus resultados financeiros.

Siga a leitura e entenda como identificar e analisar a margem de contribuição da sua empresa: 

Como calcular a margem de contribuição

O cálculo da margem de contribuição é feito pela seguinte fórmula: MC = PV – (CV + DV), onde PV é o preço de venda unitário, CV é o custo variável unitário (custo de aquisição, custo de matérias-primas, hora-homem, hora-máquina, insumos, etc) e DV é a soma das despesas variáveis (corresponde aos valores que você despende depois que o produto é comercializado, como comissão de vendas, transporte de entrega, impostos a recolher, etc).

Para exemplificar, imagine os seguintes dados:

  • Preço de venda do produto A: R$ 120,00
  • Custo variável unitário: R$ 60,00
  • Despesa variável unitária: R$ 25,00

Colocando na fórmula, temos:

MC = 120 – (60 + 25)

MC = R$ 35,00

Essa é a margem de contribuição de cada produto. Caso você queira fazer o cálculo total, basta multiplicar os valores pelo total de produtos vendidos no mês.

Agora, veja no gráfico abaixo, como se forma a margem de contribuição:

Gráfico representando proporcionalmente os indicadores faturamento, custo da mercadoria, gasto variável, margem de contribuição, gasto fixo e lucro.

Na área verde do gráfico, é possível visualizar a parte correspondente ao faturamento total de uma empresa, ou seja, 100% das receitas que ingressam a partir das vendas realizadas no período. 

a área amarela representa a proporção dos custos variáveis ante o faturamento, ou seja, o CMV – Custo da Mercadoria Vendida, ou CPV – Custo do Produto Vendido ou CSP – Custo do Serviço Prestado. NEste exemplo, os custos variáveis representam 41,60% do faturamento. 

A área cinza demonstra a participação das despesas variáveis no faturamento, ou seja, os valores que são desprendidos depois que a venda é efetivada.

Em azul, o gráfico demonstra a diferença entre o faturamento total e a soma dos custos e despesas variáveis, ou seja, a representatividade da margem de contribuição. A margem de contribuição é a parcela do faturamento que cobre os gastos fixos da empresa e forma o lucro. 

Veja como a margem de contribuição acumulada cobre os gastos fixos da empresa e forma o lucro ao final do período:

Gráfico apresentando linhas de margem de contribuição em comparação a uma linha de gastos fixos ao longo do período de um mês.

A linha preta representa a margem de contribuição acumulada ao longo do período: a cada venda realizada, a margem de contribuição é incrementada até alcançar o valor dos gastos fixos. quando isso acontece, significa que a empresa alcançou seu ponto de equilíbrio, ou seja, não há lucro nem prejuízo no período. 

A linha azul apresenta o valor dos gastos fixos no período, ou seja, os custos que não variam em função do volume de vendas, do volume de produção ou da quantidade de serviços prestados. 

Depois que a empresa atinge seu ponto de equilíbrio, toda a margem de contribuição acumulada nas vendas para forma o lucro da empresa, contribuindo para a geração da rentabilidade total da empresa ao final do período. 

Como analisar a margem de contribuição? 

A margem de contribuição é o que paga os custos fixos e gera lucro. Com base na margem de contribuição você pode determinar suas metas de vendas, sabendo exatamente quantas unidades devem ser vendidas para suportar os custos e despesas da empresa e ainda gerar lucro.

Em vendas feitas em grandes quantidades, com um mix de produtos variado, é muito fácil de se perder nas negociações com clientes e dar descontos maiores do que a capacidade da sua empresa de gerar lucro. Sendo assim, não deixe de calcular a margem de contribuição de cada produto, bem como do total da sua produção, a fim de saber exatamente quanto você gasta para colocar cada mercadoria à venda. Depois é só acompanhar os indicadores para manter o seu negócio na linha.

Tudo entendido sobre a margem de contribuição? Existe mais alguma dificuldade em que possamos te ajudar? Deixe seu comentário!

Aqui vão mais outros essenciais para acompanhar na sua empresa: 10 Indicadores Essenciais para qualquer empresário.

 

Sobre o autor
Redator Sankhya

Olá! Este post foi escrito por nosso redator oficial Sankhya. Deixe seu comentário abaixo sobre o que você achou deste texto :)

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.