ERP: conceito, aplicações e vantagens para sua empresa

O conceito do ERP, sua importância e origem, além de aplicações em diferentes segmentos e vantagens para sua empresa....

De uns tempos para cá, o conceito de ERP parece ter se tornado cada vez mais comum na gestão de empresas. Afinal, a tecnologia tornou-se um auxílio fundamental para negócios de diferentes portes e segmentos, garantindo mais eficiência e contribuindo para a otimização de processos.

Apesar disso, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o que exatamente significa ERP, como essa tecnologia pode ser aplicada e outras questões importantes acerca do tema. É o seu caso? Então continue lendo este post!

Aqui, você vai aprender sobre:

  • ERP: o que significa esse conceito?
  • Por que o ERP é importante?
  • Como surgiu o conceito de ERP?
  • Exemplos de aplicações do ERP
  • Vantagens do ERP

ERP: o que significa esse conceito?

ERP é a sigla para a expressão em inglês Enterprise Resource Planning (Planejamento de Recursos Empresariais). Trata-se de uma ferramenta de gestão completa, que funciona através de módulos. Cada um desses módulos corresponde a um departamento ou setor da sua empresa.

Dessa forma, o ERP funciona integrando todos os setores do negócio em um único software, permitindo que a informação flua de maneira mais livre e otimizada entre os departamentos. Além disso, a solução ERP auxilia na organização dos processos, especialmente automatizando aqueles mais burocráticos e que não são primordiais ou estão ligados ao core business da sua empresa.

Ao invés de cada departamento do seu negócio usar um software próprio ou contar com diferentes planilhas do Excel, todos esses dados ficam inseridos em um mesmo sistema, que é compartilhado com toda a empresa. Assim, por exemplo, a equipe de vendas consegue acompanhar o giro de estoque e entender quando é o momento exato de repor mercadorias – e quais produtos comprar em maior quantidade.

Os gestores também conseguem ter uma visão melhor do negócio, uma vez que muitos ERPs contam com módulos de Business Intelligence. Eles conseguem cruzar dados de diferentes departamentos e produzir insights e relatórios precisos, que auxiliam na tomada de decisão estratégica. Isso permite ao gestor antever cenários, planejar ações de vendas e até avaliar o nível de produtividade dos seus times.

SAIBA MAIS: Para mais informações, confira nosso conteúdo sobre o que é um sistema ERP e como funciona na prática >

Por que o ERP é importante?

Como vimos, o ERP é importante porque atua como uma base de sustentação da empresa no ramo digital, integrando e simplificando processos complexos. Em um cenário no qual a eficiência e a precisão são fundamentais, o ERP unifica diversas funções — desde contabilidade e recursos humanos até gestão de cadeia de suprimentos e operações de vendas — em um único sistema. 

Essa integração garante que o fluxo de informações seja consistente e facilmente acessível ao longo de toda a organização, eliminando silos de dados e melhorando a comunicação entre departamentos. Com base nisso, as empresas podem tomar decisões mais rápidas e informadas, o que é crucial em um mercado competitivo e em constante mudança. 

Além disso, o ERP é vital para melhorar a eficiência operacional. Ao automatizar tarefas repetitivas e burocráticas, o ERP libera os funcionários para se concentrarem em tarefas mais estratégicas e de maior valor agregado. Isso não apenas aumenta a produtividade dos times como um todo, como também ajuda na redução de custos e na otimização de recursos.

Como surgiu o conceito de ERP

Podemos dizer que o conceito de ERP nasceu ainda na década de 70, quando surgiram os primeiros softwares de planejamento de recursos da manufatura (Material Requirement Planning, ou MRP), um tipo de “ancestral” do ERP.

Foi com os primeiros MRP que se desenvolveu a base dos ERPs atuais: o conceito de módulos e a integração de departamentos. No início, o MRP eram conjuntos de sistemas (conhecidos como “pacotes”) que conversavam entre si e permitiam o planejamento de insumos e a administração das diversas etapas dos processos de produção.

Na década de 80, houve o início do uso das redes de computadores ligadas a servidores, o que levou à evolução do MRP para o MRP II. Esse modelo também conseguia controlar outras atividades, como as relacionadas ao maquinário e à mão-de-obra. Se formos analisar mais detalhadamente, o MRP II já poderia ser chamado de ERP, porque continha uma base bem semelhante aos softwares desse tipo.

No final da década de 80, começaram a nascer os primeiros ERPs propriamente ditos. Isso porque eram softwares que, além das funções do MRP II, também agregavam módulos de gestão, contemplando áreas como finanças, compras, vendas e recursos humanos – e iniciando as primeiras atividades de automação.

Porém, a nomenclatura “ERP” apenas ganhou força na década de 1990. As promessas de melhorias eram tantas, que nessa época vimos um grande “boom” nas vendas desse tipo de software.
Desde então, o conceito de ERP não parou de evoluir, integrando novas funcionalidades e tecnologias, como o Business Intelligence e ferramentas de inteligência artificial. Com isso, esses softwares se tornaram ainda mais completos e precisos, auxiliando diretamente à gestão das empresas.

Quais as aplicações do ERP

Após entender o conceito de ERP, você deve ter notado que esse software possui inúmeras aplicações dentro de uma empresa, não é mesmo? Afinal, seus módulos são extremamente versáteis e abrangem desde os departamentos operacionais até os mais estratégicos.

Alguns exemplos de aplicações são:

Departamento financeiro e contábil

O ERP financeiro auxilia em diversas tarefas essenciais, tais como: consolidação das contas e dos balanços da empresa, fluxo de caixa, emissão das notas fiscais, conciliação bancária, registros contábeis e escrituração fiscal. Além disso, também ajuda na análise estratégica de dados, ajudando a prever cenários e ações.

Departamento fiscal e tributário

Você conseguirá realizar todas as atualizações fiscais no ERP e manter o controle da carga tributária da sua empresa, o que significa maior embasamento para tomada de decisões estratégicas. Nesse módulo, é possível apurar impostos, fazer as declarações fiscais, gerar relatórios fiscais e automatizar a entrega da documentação tributária.

Departamento de recursos humanos

O ERP na gestão de pessoas permite que você possa cuidar de todas as questões trabalhistas da sua empresa, além de aspectos tradicionais da gestão, como controle de ponto e de banco de horas, benefícios e encargos trabalhistas. Esse módulo também auxilia na gestão por indicadores de produtividade, na geração de informações automaticamente para o envio dos arquivos para o eSocial e outros.

Departamento de vendas

A otimização das vendas com ERP é viabilizada através de um apurado controle de vendas. Através da ferramenta, é possível analisar os índices de rentabilidade, avaliar o faturamento, realizar a expedição de mercadorias e, ainda, analisar o histórico do cliente. Desse modo, a empresa pode desenvolver ações estratégicas analisando o resultado por vendedor, região, grupo de produtos, SKU, etc.

Departamento de compras e estoque

Com o ERP estoque, você conseguirá automatizar cotações, ordens de compras, identificar a necessidade de compra de acordo com o giro do estoque e integrar todos esses dados ao sistema financeiro para o pagamento das mercadorias em uma determinada data. Também é possível realizar o controle do estoque, com relatórios de sugestão de compras, administração da gestão de compras junto aos fornecedores, recepção dos produtos comprados e muito mais.

Departamento de produção

Alguns ERPs contam com módulos de produção que ajudam a administrar e apontar ordens, melhorar o controle de qualidade, avaliar os produtos intermediários e outros pontos, permitindo ter uma visão ampla da capacidade produtiva do seu negócio e otimizar as etapas do processo produtivo.

É importante destacar que existem vários tipos de ERP, inclusive determinados que são elaborados especificamente para mercados e nichos, como: 

Ao escolher um ERP adequado ao seu segmento e porte de empresa, você consegue otimizar as funcionalidades dele, tornando o software um verdadeiro aliado da sua gestão e dos processos internos da sua empresa.

Por isso, antes de escolher o ERP sempre considere as características do seu negócio, os principais gargalos que você deseja que a tecnologia auxilie e faça um mapeamento dos seus processos internos. Assim, será mais fácil acertar na escolha do software.

SAIBA MAIS: Para ter ainda mais confiança na sua escolha, confira o nosso conteúdo especial sobre como escolher um ERP >

Vantagens do ERP

O ERP apresenta inúmeras vantagens, entre as principais podemos destacar:

  • Automação de processos burocráticos e repetitivos: otimize recursos e economize tempo para que equipes e gestores possam se concentrar em aspectos de core business
  • Redução de custos: o ERP permite integrar informações e oferecer ao gestor um detalhamento do dinheiro disponível, com dados sobre custos por departamento e operação, nível de produtividade, nível de estoque, entre outras questões que afetam diretamente as decisões financeiras;
  • Acompanhamento das vendas: o ERP permite que o gestor monitore o desempenho das equipes de vendas, avalie os produtos com maior saída e entenda quais clientes trazem mais lucros, planejando ações de vendas mais acertadas e eficientes;
  • Maior transparência aos processos e as informações: com o auxílio de um ERP, é possível monitorar as demandas de cada setor com mais facilidade e praticidade; 
  • Aumento no nível de segurança dos dados do negócio: especialmente no caso de ERP que funciona em nuvem, você garante que as informações estratégicas e cruciais da empresa estão salvas em um servidor na internet, evitando que danos físicos às máquinas causem perda de inteligência.

E aí, agora você já sabe tudo sobre o conceito de ERP e como essa tecnologia ajuda as empresas? Que tal aprender mais sobre o ERP Sankhya e investir na solução mais completa e personalizada para a sua empresa? Aproveite para compartilhar com seus amigos nossas dicas em suas redes sociais!

Sobre o autor
Redator Sankhya

Olá! Este post foi escrito por nosso redator oficial Sankhya. Deixe seu comentário abaixo sobre o que você achou deste texto :)

Receba nossa newsletter

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Receba nossa newsletter

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Receba nossa newsletter

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Receba nossa newsletter

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

Região Sudeste
Sul
Região Nordeste
Região Centro-oeste
Região Norte

Central de Vendas  0800 940 0750
plugins premium WordPress
SOLICITE ORÇAMENTO

Envie seus dados que logo nossos especialistas entrarão em contato.

Torne-se uma unidade Sankhya

Para análise inicial de aderência ao Programa Unidades de Negócios Sankhya, favor preencher o formulário abaixo.

SOLICITE ORÇAMENTO

Envie seus dados que logo nossos especialistas entrarão em contato.

Sua inscrição foi realizada com sucesso.

SOLICITE UMA PROPOSTA

Nossos consultores estudarão a fundo suas necessidades e apresentarão as melhores soluções para a sua empresa.

Fale com um Consultor

Obrigado por se cadastrar

SOLICITE ORÇAMENTO

Envie seus dados que logo nossos especialistas entrarão em contato.

Conheça o ERP Sankhya na prática

Informe seus dados para acessar o tour pela solução Sankhya.